nsc
    dc

    Tempo

    Vendaval causa estragos em cidades do Oeste catarinense

    Rajadas de vento passaram de 100 km/h, causaram destelhamentos e derrubaram árvores

    30/06/2020 - 14h25 - Atualizada em: 30/06/2020 - 16h19

    Compartilhe

    Lucas
    Por Lucas Paraizo
    Ciclone em Chapecó
    Defesa Civil de Chapecó atendeu a 250 ocorrências
    (Foto: )

    Rajadas de vento que chegaram a passar dos 100 km/h causaram uma série de estragos em cidades do Oeste catarinense nesta terça-feira (30). A formação de um ciclone trouxe o vendaval para a região e vários casos de destelhamentos e quedas de árvores foram registrados pela Defesa Civil.

    Em Chapecó o vendaval atingiu 108 km/h e derrubou árvores e placas em vários bairros. Uma idosa de 78 anos morreu ao ser atingida por uma árvore perto do aeroporto municipal. Conforme balanço da prefeitura, a Defesa Civil local recebeu 350 registros de destelhamentos, quedas de árvores e galhos. Mais de 200 moradores receberam doação de lonas. Conforme a Celesc, ao menos 45 mil imóveis seguem sem energia elétrica na cidade às 15h.

    Segundo a prefeitura de Chapecó, os bairros mais afetados na cidade foram Quedas do Palmital, Bela Vista, Engenho Braun, região da Avenida Ernesto José De Marco (Araras), Santa Rita, Alvorada, Eldorado, Líder e Desbravador.

    O trânsito na Avenida Ernesto José De Marco foi totalmente bloqueado pela queda de três postes, e houve o registro de árvores caídas na Avenida Leopoldo Sander e na Rua Sete de Setembro. A prefeitura informou também que o vento deixou estragos em escolas e ginásios.

    Em Xanxerê o vento chegou a 90 km/h e destelhou um dos pavilhões da Femi (Festa Estadual do Milho). A Defesa Civil local registrou danos também nos bairros Veneza e Pinheiro, onde moradores receberam a doação de lonas.

    Outros casos de destelhamentos foram registrados nas cidades de Descanso, Ibicaré, Santa Helena, São Domingos e Jaborá. Em Concórdia, segundo Polícia Militar Rodoviária (PMRv), a queda de árvores bloqueou parcialmente o trânsito na rodovia SC-283. Conforme a prefeitura de Concórdia, 15 unidades escolares e dois centros de convivência tiveram destelhamentos.

    Conforme o meteorologista da NSC, Leandro Puchalski, o vento forte deve seguir no Oeste até o meio da tarde, depois diminui aos poucos. Enquanto isso, as outras regiões do Estado devem ver o vendaval aumentar ao longo da tarde e da noite, com rajadas entre 60 e 80 km/h. 

    Concórdia
    Terminal Rodoviário de Concórdia
    (Foto: )

    vendaval na sc-283
    Árvore caída na SC-283, em Concórdia
    (Foto: )

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas