nsc
hora_de_sc

Trânsito

Câmera mostra momento de atropelamento nos Ingleses, em Florianópolis; veja o vídeo

Motorista da Land Rover está preso preventivamente

03/01/2021 - 14h14 - Atualizada em: 03/01/2021 - 14h16

Compartilhe

Lucas
Por Lucas Paraizo
Atropelamento Ingleses
Quatro pessoas foram atingidas pelo veículo, uma jovem de 15 anos teve ferimentos graves
(Foto: )

Câmeras de segurança de comércios e prédios na Rua da Gaivotas, no bairro Ingleses em Florianópolis, registraram o momento do atropelamento que feriu quatro pessoas no início da noite de sexta-feira (1º). As imagens mostram o momento em que o veículo Land Rover sai de um estacionamento, invade a calçada e atropela a família.

Veja o vídeo do acidente:

As imagens foram anexadas no processo na Justiça e serviram de base para a decisão do juiz que pediu a prisão preventiva do motorista, identificado como Diego Sales, de 34 anos. A reportagem do Diário Catarinense teve acesso aos documentos e às imagens presentes nos autos.

"O veículo saiu do estacionamento empreendendo alta velocidade, vindo, logo em seguida, a ziguezaguear sobre a pista, muito provavelmente em razão da alta velocidade empreendida, quando, então, invadiu a calçada e culminou por colidir com muro/portaria de condomínio e com as vítimas", descreveu o juiz Reny Baptista Neto no despacho.

Das quatro pessoas da mesma família que foram atingidas, uma delas ficou gravemente ferida, uma jovem de 15 anos. Segundo os relatos da PM e dos bombeiros, ela ficou com uma das pernas presas sob o veículo, e foi levada em estado grave para o Hospital Celso Ramos. A unidade de saúde não divulgou mais informações sobre o estado de saúde dela.

O motorista da Land Rover se recusou a fazer o teste do bafômetro, no entanto os policiais que atenderam a ocorrência atestaram que ele apresentava sinais de embriaguez, como hálito alcoólico e dificuldade na fala. O boletim de ocorrência gerado pela PM descreve também que dentro do veículo havia um cooler com gelo e algumas taças.

Contraponto

O advogado Felippe Laurentino, um dos responsáveis pela defesa do motorista, encaminhou à reportagem uma nota sobre os fatos:

"Inicialmente, a primordial aflição é pela recuperação da adolescente, enquanto torcemos pelo reestabelecimento e integra recuperação da saúde desta atingida nesta fatalidade. Dito isso, em atenção à defesa, enquanto não há acusação formalizada pelo Ministério Público, estamos ao lado do envolvido para assegurar que a sua imagem e direitos assegurados na Constituição Federal não seja atacados sem a devida instrução processual, garantindo o contraditório e a ampla defesa. Inclusive, há na memória recente de muitos os julgamentos injustos e precipitados que acabaram por abalar a vida de vítimas e acusados em processos criminais. Ademais, há também indícios que populares tentaram o linchamento do motorista e os passageiros, que sofreram agressões e, temendo pela própria vida, buscaram abrigo em frente ao local do acidente, para evitar o linchamento popular que se desenhava. Reforçando o compromisso com a verdade, sabe-se que haverá estudo técnico no qual se demonstrarão as reais circunstâncias do acidente, tanto em relação a alegada embriaguez, quanto em relação a eventualidade".

Colunistas