As equipes do Corpo de Bombeiros Militar do Paraná continuam a busca por pessoas desaparecidas após o deslizamento de terra na BR-376, em Guaratuba, rodovia que liga Paraná e Santa Catarina. Até o momento, oito pessoas foram resgatadas, seis dela com vida e duas em óbito. Os bombeiros estão utilizando câmeras térmicas na busca por corpos e também procuram identificar possíveis vítimas a partir das placas dos veículos e os proprietários deles.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

As câmeras térmicas são equipamentos modernos que utilizam inteligência artificial para medir a temperatura de pessoas e objetos. A partir da emissão de radiação infravermelha, proveniente do ambiente, ela é capaz de formar imagens utilizando essa informação. Considerando que a temperatura de um ser humano é mais alta que a da terra, estão sendo utilizadas pelo Batalhão de Polícia Militar de Operações Especiais do Paraná para identificar possíveis vítimas no deslizamento na BR-376.

Até o momento, não há exatidão na quantidade de veículos que foram soterrados, nem quanto ao número total de vítimas no local. A equipe dos bombeiros conta com 54 agentes de forma ininterrupta, há mais de 35 horas, trabalhando na rodovia BR-376. Três veículos leves e dois pesados foram removidos do deslizamento. Outros quatro veículos pesados visíveis continuam no local.

No período da tarde, as equipes identificaram um novo risco de desabamento. Uma grande quantidade de água passou a verter de pontos de ruptura e rachaduras. A equipe afirma que isso ocorre devido à intensificação das chuvas na região.

Continua depois da publicidade

Veja o vídeo feito com as câmeras com sensor de calor na BR-376

Leia também

Em 5 dias, choveu quase cinco vezes mais do que o esperado para o mês em cidade de SC

VÍDEO: mulher com água até o pescoço é resgatada por helicóptero em enchente em SC

Bombeiros de SC deixam local de resgate na BR-376 por risco de novo desmoronamento

Destaques do NSC Total