nsc
an

Fenômeno

Vídeo flagra meteoro do tamanho de uma bola de basquete no céu de SC

Fenômeno ocorreu às 18h40 e teve duração de 6,4 segundos

10/07/2021 - 05h12

Compartilhe

Clarissa
Por Clarissa Battistella
Carolina
Por Carolina Fernandes
Meteoro foi registrado por duas câmeras de uma estação de monitoramento em Monte Castelo (SC)
Meteoro foi registrado por duas câmeras de uma estação de monitoramento em Monte Castelo (SC)
(Foto: )

O forte brilho que foi visto cruzar o céu de Santa Catarina no início da noite de quinta-feira (8) em pelo menos três cidades catarinenses era de mais um meteoro, porém, possivelmente maior do que se está acostumado a ver. A passagem da intensa luz foi flagrada por volta das 18h40min em diferentes regiões do Estado: Monte Castelo, no Norte, Florianópolis, e Morro Grande, no Sul.

Quer receber notícias por WhatsApp? Inscreva-se aqui

No Norte de SC, o fenômeno foi captado por duas câmeras da estação de monitoramento do astrônomo amador Jocimar Justino (assista abaixo), quem também explicou, ao G1 SC, o motivo porque o meteoro tinha um brilho tão forte desta vez. 

- O brilho foi mais intenso por se tratar de um meteoroide de tamanho maior do que estamos acostumados a ver. Deve ter sido do tamanho de uma bola de basquete, mas outros fatores influenciam, como a velocidade do objeto - esclareceu ao G1 SC. 

Também houve mudança de cores, segundo o Justino, que chegou a ser questionado por pessoas que assistiram a passagem do fenômeno:

- Isso é normal. A mudança de cores acontece de acordo com a camada da atmosfera que o asteroide passa, devido a concentração e tipo de gás que existe ali.

Luzes no céu surpreendem moradores em diversos lugares do Brasil

Assista ao vídeo do meteoro cruzando o céu de SC:

Além de SC, queda do meteoro foi flagrada por câmaras no Rio Grande do Sul e de São Paulo. A Rede Brasileira de Monitoramento de Meteoros (Bramon) informou que o meteoroide atingiu a atmosfera da Terra em um ângulo de 20,3° em relação ao solo e começou a brilhar a 97,1 km de altitude. O fenômeno percorreu 126,6 km em 6,4 segundos sobre municípios do Paraná

- Pela análise preliminar, trata-se de um meteoro esporádico (que não pertence a nenhuma chuva de meteoros catalogada até o momento) - concluiu o astrônomo amador Jocimar Justino, morador de Santa Catarina e integrante da Rede Brasileira de Monitoramento de Meteoros (Bramon). 

Leia também

Meteoro brilhante é flagrado por estação no Planalto Norte de SC; veja vídeo

"Luzes estranhas" no céu surpreendem moradores de Joinville e região

Colunistas