Um vigia foi condenado a cinco anos de prisão por abusar sexualmente de um cachorro dentro de um creche na Serra de Santa Catarina. O réu também teria cortado a parte traseira do animal durante a prática do crime, segundo a denúncia. A decisão cabe recurso.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

O crime ocorreu em duas oportunidades em fevereiro deste ano. De acordo com a Justiça, a prática ocorreu a noite, no horário de trabalho do réu e enquanto estava sozinho.

Em uma das situações, ele teria imobilizado o animal com uso de uma fita e praticado o ato libidinoso. Depois, com o intuito de esconder o primeiro crime, o homem teria cortado a parte traseira do cachorro, justificando que estava tratando o ferimento do animal.

Durante as investigações, ele teria confessado o abuso. Além disso, ao menos 14 pessoas foram ouvidas entre testemunhas e informantes.

Continua depois da publicidade

O homem foi condenado a cinco anos de reclusão, em regime semiaberto, por maus-tratos e teve negado o direito de recorrer em liberdade. O processo tramita em segredo de Justiça.

Leia também:

Suspeito comprou cerveja antes de matar homem com dez tiros em Florianópolis, diz polícia

Ação contra tráfico de drogas sintéticas termina com apreensão de “supermaconha” em SC

Estudante acende rojão dentro da sala de aula em Blumenau e mobiliza bombeiros

Destaques do NSC Total