A pesquisa de inverno na Serra Catarinense produzida pela Fecomércio revelou que 84% dos turistas que visitaram a serra em 2023 foram atraídos pelos produtos típicos. Os vinhos de altitude e os queijos coloniais, iguarias que têm o selo de identificação geográfica, foram os mais citados. O estudo revelou aumento de 17% no gasto médio dos viajantes em relação a série histórica, resultado de uma série de investimentos na região.

Continua depois da publicidade

Siga as notícias do NSC Total pelo Google Notícias

Em média, cada grupo de turistas gastou R$ 2.013 em 2023. Desse total, os gastos com hospedagem respondem por 50% (R$ 1.102), e a alimentação 30% (R$ 637). Em relação à série histórica, houve um aumento de 17% nas despesas dos viajantes, com valores já corrigidos pela inflação, resultado de uma série de investimentos na região.

Conforme dados divulgados pela Receita Federal do Brasil e categorizados pela Fecomércio SC por Atividades Características do Turismo (ACT’s), a quantidade de estabelecimentos ativos de lazer voltados ao turismo na Serra, saiu de 422, em 2017, para 824 até julho de 2023, quase o dobro.

O aumento de estabelecimentos no setor de alimentação foi ainda mais expressivo: passou de 1.281, em 2017, para 3.033, em 2023.

Continua depois da publicidade

Vinhos, mel e maçã: conheça os produtos exclusivos de SC

Produtos típicos da Serra de SC que mais atraem turistas

  • Vinhos de Altitute: 48,5%
  • Queijo Colonial: 45,9%
  • Pinhão: 39,9%
  • Mel Silvestre: 21%
  • Queijo Artesanal Serrano: 20,4%
  • Charcutaria (salame, linguiça, copa): 19,2%
  • Maçã Fuji: 16,3%
  • Frescal (carne salgada e dessecada): 9,2%
  • Truta: 8%
  • Melato de Bracatinga 8%
  • Cogumelos frescos: 1,2%

Turismo regional prevalece na Serra de SC

O levantamento, feito em 18 cidades serranas, com 401 visitantes e 325 empresários, mostrou que 72% do público que visita a Serra Catarinense vem do próprio estado, mostrando que a região está consolidada como destino turístico em Santa Catarina, mas tem potencial para expandir ao público de todo o Brasil.

— A intenção da pesquisa é trazer dados para que os empresários e a gestão pública consigam entender o que está acontecendo, para tomar as medidas necessárias para eventualmente buscar mais consumidores e mais turistas de locais mais longes […] A gente precisa ter uma melhoria muito grande de infraestrutura. Temos uma dificuldade de deslocamento, principalmente a questão do rodoviário — destaca o vice-presidente de turismo da Fecomércio, Fábio Córdoba de Souza.

Para o Secretário de Turismo de Santa Catarina, Evandro Neiva, o aumento de investimentos na Serra Catarinense, tanto do setor público, quanto privado, se une ao que a região já tem para atrair turistas de todo o Brasil: as belezas naturais.

Continua depois da publicidade

— Só esse ano nós capacitamos mais de 1,5 mil agentes de viagem com esse novo olhar que o Estado de Santa Catarina é mais do que uma paixão de verão, ele é uma paixão o ano inteiro — destaca o Secretário de Turismo de SC, Evandro Neiva.

Os resultados do estudo foram divulgados em evento nesta quinta-feira (21), na sede da Fecomércio SC, em Florianópolis. Veja fotos abaixo:

Publicidade

Além de muita informação relevante, o NSC Total e os outros veículos líderes de audiência da NSC são uma excelente ferramenta de comunicação para as marcas que querem crescer e conquistar mais clientes. Acompanhe as novidades e saiba como alavancar as suas vendas em Negócios SC

Continua depois da publicidade

Leia também

Cabana-bolha e cascata privativa: veja as casas mais exclusivas do Airbnb na Serra de SC

A pacata cidade de SC que recebeu a primeira reserva no Airbnb desde a pandemia

FOTOS: Apartamento ‘spot’ é aposta inovadora de aluguel temporário em Florianópolis

Destaques do NSC Total