Em apenas três dias Joinville registrou um acumulado de chuva de 400 milímetros. O volume é 15 vezes maior que a média normal e não há registro de um volume de precipitação tão grande em um período tão curto.

Continua depois da publicidade

Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

A informação é da Defesa Civil de Joinville e os dados foram confirmados pelo prefeito de Joinville, Adriano Silva em entrevista à CBN Joinville nesta terça-feira (29). Segundo Adriano, a quantidade de chuva foi mais volumosa do que o ciclone que atingiu a região em agosto deste ano.

– Nós tivemos nesses últimos dias praticamente o que nós tivemos em agosto no ciclone duas vezes. É como se nós tivéssemos dois ciclones seguidos. 400 milímetros de água que não vimos antes na história – disse.

Desde o último domingo (27), quando foram ativados pela Prefeitura de Joinville, os Abrigos Emergenciais já acolheram 145 pessoas atingidas pela forte chuva que caiu na região.

Continua depois da publicidade

Na Escola Municipal Dr. Ruben Roberto Schmidlin, no Morro do Meio, 27 pessoas foram acolhidas no domingo e outras 108 chegaram na segunda-feira (28/11).

Nesta segunda (28), quando foi decretada Situação de Emergência no município, também foi ativado um Abrigo Emergencial na Escola Agrícola Municipal Carlos Heins Funke, em Pirabeiraba.  A medida ocorreu justamente devido à alta no nível dos rios que encobriram pontes e galerias impossibilitando o acesso dos moradores às suas casas. Até o início da tarde desta terça-feira, 7 pessoas haviam sido atendidas no local.

O bairro que mais preocupa nesse momento, segundo Adriano Silva, é o Jativoca pois a água não baixa.

– Essas pessoas não têm previsão de retorno para suas casas. A água não está baixando de modo que a gente possa orientar a volta pra casa e nem há previsão pois há previsão de mais chuvas na região – destacou.

Ouça a entrevista completa:

Leia também

Deslizamento atinge carros, mobiliza resgate e interdita BR-376 entre SC e o PR

Prefeito escapa de deslizamento na BR-376: “Estamos vivos por livramento de Deus”

“Não sei o que vou fazer”, desabafa moradora de SC que teve casa alagada devido à chuva

Destaques do NSC Total