O candidato à Presidência do partido Novo, Felipe D’Ávila, afirmou que o fundador da sigla, João Amoêdo, “traiu os valores liberais”. D’Ávila também mandou um recado direto ao correligionário: “pega o boné e vai embora”. A declaração veio após Amoêdo declarar que votará em Lula (PT) no segundo turno.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

“A declaração de voto de Amoedo ao Lula é uma traição aos valores liberais, ao partido Novo e a todas as pessoas que criaram um partido para livrar o Brasil do lulopetismo que tantos males criou ao Brasil”, escreveu D’Ávila.

Veja tweet de Felipe D’Ávila

Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, Amoêdo afirmou votar em Lula para derrotar Jair Bolsonaro (PL) no pleito deste ano. O posicionamento é contrário ao de 2018, quando o fundador do Novo apoiou Bolsonaro na eleição contra Fernando Haddad (PT).

Continua depois da publicidade

O polítuco disse que já esperava críticas do partido Novo, mas ressaltou que o estatuto da sigla não prevê restrições à escolha dos filiados.

*Leia mais no Metrópoles, parceiro do NSC Total

Leia também

Amoêdo declara voto em Lula contra “risco maior” de Bolsonaro

Mega-Sena sorteia bolada de R$ 23 milhões; veja os números

Menino de 5 anos é transferido de helicóptero para hospital após atropelamento em SC

Destaques do NSC Total