Estava pré-agendado para esta terça-feira (31) um encontro do governador de Santa Catarina, Carlos Moisés da Silva (Republicanos), com o presidente nacional do MDB, o deputado federal Baleia Rossi. A informação da reunião havia sido dada pelo próprio governador em entrevista ao Bom Dia SC, nesta segunda (30). A indisponibildade de agenda por parte do emedebista, entretanto, adiou o encontro que poderia ocorrer em Brasília ou Florianópolis. O governador agora aguarda um novo espaço para se encontrar com a liderança do MDB. A ideia de Moisés é selar o acordo para que o partido esteja ao lado dele na tentativa de reeleição nas Eleições 2022.

Continua depois da publicidade

Ao mesmo tempo, está confirmada para esta terça-feira a convocação da diretoria executiva do MDB de Santa Catarina. O grupo se reunirá dividido porque a convocação partiu de uma parte do partido que defende o apoio a Moisés e discorda dos encaminhamentos do presidente estadual da sigla, o deputado federal Celso Maldaner.

Maldaner e o pré-candidato do MDB ao governo, Antídio Lunelli, não devem estar na reunião. A tendência é que a executiva dividida proponha uma votação no dia 5 de agosto, que é a data da convenção dos emedebistas, para uma escolha entre Moisés e Antídio.

Leia também:

Deputado estadual pelo PL em SC sinaliza apoio a adversário de Bolsonaro

Com chance de ir ao segundo turno em SC, esquerda derrapa na briga entre PT e PSB

Continua depois da publicidade

Os três maiores partidos de SC seguem “na pista” para as Eleições 2022

Destaques do NSC Total