nsc
nsc

Sem trabalho presencial

Avanço do coronavírus em Florianópolis leva órgãos públicos a suspenderem atividades presenciais

Compartilhe

Ânderson
Por Ânderson Silva
06/11/2020 - 17h49 - Atualizada em: 07/11/2020 - 07h00
Alesc volta a ter sessões apenas de forma virtual
Alesc volta a ter sessões apenas de forma virtual (Foto: Arquivo/Agência AL)

Órgãos públicos que funcionam em Florianópolis recuaram nas atividades presenciais diante do avanço do coronavírus. Os números da doença na Capital catarinenses voltaram a preocupar nos últimos dias. Por isso, nesta semana, pelo menos três instituições anunciaram a suspensão dos trabalhos nas unidades. As atividades vão continuar de forma remota nos próximos dias.

Florianópolis tem apenas seis leitos adultos do SUS livres no dia de evento da PRF com aglomeração

A mais recente decisão foi anunciada pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT-12). A medida da presidente em exercício do TRT-SC, Teresa Cotosky, foi anunciada nesta sexta-feira. Ela determina a suspensão de "qualquer agendamento e consequente prática de atos judiciais e administrativos de forma presencial ou semipresencial, que não possam ser efetuados de forma remota, nas unidades da Justiça do Trabalho situadas em Florianópolis, Palhoça e São José" enquanto perdurar o risco gravíssimo de transmissão do coronavírus na Grande Florianópolis. Prazos e audiência por vídeo continuam.

Região da Grande Florianópolis volta ao risco gravíssimo para o coronavírus

Nesta quinta-feira (5) foi a vez da Justiça Federal de Florianópolis anunciaram uma medida no mesmo sentido. O quadro gravíssimo no mapa de risco do Estado também justificou a decisão. Portaria interna suspende agendamento e a prática de atos judiciais e administrativos, na forma presencial ou semipresencial, que não possam ser prestadas de forma remota.

Formatura da PRF com Bolsonaro em SC tem aglomeração e desrespeito a regras sanitárias

No começo da semana, a Assembleia Legislativa (Alesc) decidiu que as sessões plenárias, reuniões de comissões e audiência públicas serão exclusivamente virturais. O acesso de visitantes à Alesc e à unidade administrativa na Avenida Mauro Ramos foi vetado. O mesmo ocorre para a imprensa nas dependências do Palácio Barriga Verde. A medida levou em conta, segundo a Alesc, a maior quantidade de pacientes em tratamento contra a doença no Estado e o atual estágio de contágio.

Ânderson Silva

Colunista

Ânderson Silva

Colunista da NSC Comunicação, publica diariamente informações relevantes sobre as decisões que impactam o catarinense, sem esquecer dos bastidores dos poderes. A rotina de Florianópolis em texto e imagens também está no radar da coluna.

siga Ânderson Silva

Ânderson Silva

Colunista

Ânderson Silva

Colunista da NSC Comunicação, publica diariamente informações relevantes sobre as decisões que impactam o catarinense, sem esquecer dos bastidores dos poderes. A rotina de Florianópolis em texto e imagens também está no radar da coluna.

siga Ânderson Silva

Mais colunistas

    Mais colunistas