nsc
    nsc

    Política

    Daniela Reinehr suspende aumento dos procuradores, alvo do impeachment em SC

    Compartilhe

    Ânderson
    Por Ânderson Silva
    24/11/2020 - 21h51 - Atualizada em: 25/11/2020 - 07h19
    Daniela assumiu o governo interinamente durante o afastamento de Moisés
    Daniela assumiu o governo interinamente durante o afastamento de Moisés (Foto: Mauricio Vieira/Secom-SC)

    A governadora Daniela Reinehr suspendeu nesta terça-feira (24) o ato que autorizava o pagamento do aumento salarial dos procuradores do Estado. O tema é o alvo da denúncia do processo de impeachment que afastou Carlos Moisés da Silva e será definitivamente julgado na Alesc na próxima sexta-feira (27). Além disso, a suspensão ocorre um dia antes do Tribunal de Justiça (TJ- SC) julgar se os procuradores podem ou não receber o aumento.

    > Julgamento do impeachment: clima no entorno de Moisés é de cautela

    Por decisão do Tribunal de Contas do Estado (TCE), o pagamento foi suspenso em fevereiro deste ano. Por isso, os procuradores não estão recebendo o valor. Na prática, a decisão de Daniela extingue o ato inicial e pode encerrar a questão judicial em discussão no TJ.

    A decisão causou reação da Associação dos Procuradores (Aproesc): "trata-se de uma tentativa de burlar a jurisdição e de frustrar o julgamento. A Associação vem a público manifestar veemente repúdio à decisão da governadora e exigir o esclarecimento imediato dos fatos".

    A entidade ainda afirma que o texto pode ter sido feito com base em um rascunho escrito pelo advogado Leandro Maciel, um dos autores do processo de impeachment da equiparação salarial.

    Leia também:

    Daniela tem até o fim dessa semana para deixar sua marca no Estado

    Moisés se reúne com Julio Garcia e entrega "Carta ao Parlamento Catarinense"

    Sobe para 13 o número de regiões em alerta máximo para Covid-19 em SC; veja mapa

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas