nsc
nsc

Reação

Estado vai recorrer de decisão da Justiça sobre lockdown em SC

Compartilhe

Ânderson
Por Ânderson Silva
15/03/2021 - 14h27 - Atualizada em: 15/03/2021 - 19h15
Governo do Estado decidiu recorrer da determinação da Justiça
Governo do Estado decidiu recorrer da determinação da Justiça (Foto: Felipe Carneiro, Arquivo)

O governo de Santa Catarina decidiu que vai recorrer da decisão da Justiça sobre o lockdown de 14 dias. O juiz da 2ª Vara da Fazenda Pública de Florianópolis, Jefferson Zanini, determinou que os técnicos da Saúde sejam os responsáveis por decidir sobre fechamentos no Estado. A Procuradoria-Geral do Estado (PGE) confirmou a intenção de recorrer sobre a determinação.

> Clique aqui e receba notícias do NSC Total pelo WhatsApp

> Cidades da Grande Florianópolis definem restrições em conjunto contra a Covid-19

Os detalhes não foram divulgados. Segundo a PGE, isso só ocorrerá após a apresentação do recurso à Justiça. Mas o encaminhamento do governo já demonstra o descontentamento com a decisão do magistrado e remete à intenção do que as decisões sobre a pandemia continuem com o aval final do núcleo central do Executivo.

No entendimento do juiz, o Centro de Operações de Emergência em Saúde (COES), que é o grupo montado dentro do governo catarinense e formado por técnicos e órgãos internos da secretaria de Saúde, deve avaliar os pedidos de lockdown e ter poder de decisão. O grupo terá dois dias para definir. O que for decidido no Coes precisa ser cumprido pelo governo.

Zanini deferiu em parte o pedido da promotoria. Ele não determinou os fechamentos, mas colocou nas mãos dos técnicos do Estado o poder de decisão. O Coes é comandado pelo secretário de Estado da Saúde, mas tem em sua composição servidores como epidemiologistas.

> Opinião: Santa Catarina vive o fracasso de uma disputa entre saúde e economia

Para reforçar o seu entendimento da importância do Coes na tomada de decisões, o juiz trouxe o relato de duas profissionais da secretaria de Saúde: "As declarações prestadas ao MPSC por Fernanda Melo e Raquel Ribeiro Bittencourt, ambas servidoras da SES, confirmam que as decisões tomadas pelo Poder Executivo estadual não seguem as deliberações do COES".

MP-SC não vai recorrer

No sentido contrário, o MP-SC, que protocolou o pedido de lockdown junto à Defensoria Pública, decidiu que não vai recorrer. O entendimento do órgão é que o juiz já aplicou aquilo que o que defendia a promotoria, que era a priorização do embasamento técnico para a tomada de decisões.

Leia mais:

Análise: crise de confiança levou SC a beco sem saída na pandemia de coronavírus; Justiça mandou dar meia-volta

Ministério da Saúde anuncia mais 138 milhões de vacinas da Pfizer e da Janssen

Painel do Coronavírus: saiba como foi o avanço da pandemia em SC

Acompanhe dados da vacinação em cada município de SC no Monitor da Vacina

Ânderson Silva

Colunista

Ânderson Silva

Colunista da NSC Comunicação, publica diariamente informações relevantes sobre as decisões que impactam o catarinense, sem esquecer dos bastidores dos poderes. A rotina de Florianópolis em texto e imagens também está no radar da coluna.

siga Ânderson Silva

Ânderson Silva

Colunista

Ânderson Silva

Colunista da NSC Comunicação, publica diariamente informações relevantes sobre as decisões que impactam o catarinense, sem esquecer dos bastidores dos poderes. A rotina de Florianópolis em texto e imagens também está no radar da coluna.

siga Ânderson Silva

Mais colunistas

    Mais colunistas