Será publicada nesta sexta-feira (1º) a medida provisória (MP) assinada pelo governador de Santa Catarina, Carlos Moisés da Silva, que reduz a alíquota do ICMS da gasolina de 25% para 17%. A alteração também é válida para setores como energia elétrica e telecomunicações. Na prática, Moisés segue a lei federal aprovada no Congresso Nacional na semana passada e sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro.

Continua depois da publicidade

Saiba como receber notícias do DC no Telegram

A publicação da MP não seria feita nesta sexta, mas o governo mudou os planos. Inicialmente, a ideia era esperar um posicionamento do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a constitucionalidade do projeto aprovado no Congresso. O próprio secretário da Fazenda, Paulo Eli, havia divulgado esta informação via secretaria de Comunicação do governo.

No entanto, na manhã desta sexta veio a mudança. A justificativa é que a redução da alíquota vai ajudar no controle da inflação. Com a redução do ICMS, a expectativa é que o valor da gasolina diminua ainda mais nas bombas junto com a extinção do PIS/Confins até o final do ano já anunciado pelo governo federal.

Leia mais

Combustíveis podem ficar mais baratos porque tributos serão pelo preço dos últimos 60 meses

Continua depois da publicidade

Mesmo com redução de imposto, leite continua caro em SC; entenda

Sonegadores entram na mira da Fazenda para cobrir rombo bilionário no ICMS

Destaques do NSC Total