nsc
nsc

publicidade

Política

O ambiente que Eduardo Bolsonaro encontrou em Criciúma

Compartilhe

Ânderson
Por Ânderson Silva
08/11/2019 - 21h19 - Atualizada em: 08/11/2019 - 21h32
Eduardo Bolsonaro na palestra em Criciúma (Foto: Guilherme Hahn/Especial)
Eduardo Bolsonaro na palestra em Criciúma (Foto: Guilherme Hahn/Especial)

Em um dia de agenda agitada em Santa Catarina, Eduardo Bolsonaro fechou a sexta-feira recepcionado por um auditório lotado no Teatro Elias Angeloni, em Criciúma. Ele chegou ao local acompanhado de deputados estaduais e federais do PSL, e ainda fez questão de parar a coletiva de imprensa para cumprimentar publicamente o senador Jorginho Mello (PL). Na entrevista, respondeu sobre a decisão do STF em relação à prisão em segunda instância, a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o racha no PSL catarinense.

Dentro de um auditório lotado, foi aplaudido em pé. Parte do público usava o verde e amarelo característico da campanha do pai de Eduardo, o presidente da República, Jair Bolsonaro. O clima era de festa, a celebração do bolsonarismo. Como era de se esperar pela mobilização, Criciúma foi palco dos apoiadores da família Bolsonaro.

Chamaram a atenção as reações pontuais quando foram nominados alguns dos presentes. Dos deputados federais e estaduais do PSL presentes, apenas dois não tiveram o entusiasmo total da plateia: os estaduais Coronel Mocellin e Ricardo Alba, que não estava presente e foi vaiado pelo público. Um sinal da evidente divisão do partido no Estado. A vice-governadora de Santa Catarina, Daniela Reinehr, também recebeu apoio. A presença dela na palestra e na programação dos bolsonaristas em Criciúma sinalizou o lado escolhido por ela no racha do PSL.

O governador Carlos Moisés da Silva foi citado por uma pessoa da plateia durante a palestra, o que provocou reações e críticas.

Do lado de fora, viaturas da Polícia Militar faziam a segurança mesmo duas horas antes do começo da palestra. Perto das 19h, horário marcado para o evento, um pequeno grupo de apoiadores de Lula chegou para protestar em frente ao acesso do auditório. Houve um pequeno bate-boca entre representantes dos dois lados, mas nada que passasse disso.

De Florianópolis ao Sul do Estado

O filho 03 de Bolsonaro estava em Florianópolis na manhã de sexta-feira. De lá, foi de carro para o Sul do Estado. Antes disso, tomou café em Paulo Lopes, na BR-101, com a jornalista e organizadora do evento em Criciúma, Julia Zanatta, e o senador Jorginho Mello (PSL).

No começo da tarde, almoçou em Tubarão, antes de seguir para Criciúma, onde se reuniu com os deputados bolsonaristas na casa de Daniel Freitas. A vice-governadora Daniela Reinehr participou de parte do encontro.

Deixe seu comentário:

Ânderson Silva

Colunista

Ânderson Silva

Colunista da NSC Comunicação, publica diariamente informações relevantes sobre as decisões que impactam o catarinense, sem esquecer dos bastidores dos poderes. A rotina de Florianópolis em texto e imagens também está no radar da coluna.

siga Ânderson Silva

Últimas do colunista

Loading interface...
Ânderson Silva

Colunista

Ânderson Silva

Colunista da NSC Comunicação, publica diariamente informações relevantes sobre as decisões que impactam o catarinense, sem esquecer dos bastidores dos poderes. A rotina de Florianópolis em texto e imagens também está no radar da coluna.

siga Ânderson Silva

publicidade

publicidade

Mais colunistas

    publicidade

    publicidade

    Mais colunistas