nsc
    nsc

    Opinião

    Ponte Hercílio Luz comprova em um ano que é muito mais do que uma ligação entre Ilha e Continente

    Compartilhe

    Ânderson
    Por Ânderson Silva
    03/01/2021 - 16h36
    Movimentação de visitantes no dia 1º de janeiro de 2021 na ponte Hercílio Luz
    Movimentação de visitantes no dia 1º de janeiro de 2021 na ponte Hercílio Luz (Foto: Bem-Te-Vi/SSP-SC)

    De volta à rotina de Santa Catarina, a ponte Hercílio Luz confirmou em um ano o motivo de ser o cartão-postal mais lembrado entre os catarinenses. No último dia 30 de dezembro a estrutura completou 365 de sua reabertura depois de 28 anos fechada. Os primeiros 12 meses mostraram a relevância da ligação para a vivência das pessoas. Principalmente nos feriadões e aos finais de semana, o público toma conta da ponte, mesmo em período de pandemia. Seja para fazer fotos, turismo, trânsito ou atividades físicas, a Hercílio Luz retomou o seu espaço e comprovou que é muito mais do que uma ligação entre Ilha e Continente. Basta ver e ouvir as reações de quem visita ou passa por ela diariamente.

    Contrato de iluminação da Ponte Hercílio Luz é rompido e Estado vai definir nova empresa

    Indiscutivelmente, a lentidão e os gastos excessivos em 28 anos para a reforma poderiam ter sido evitados. E isso precisa ficar na lembrança do catarinense daquilo que não pode ser feito numa obra pública, sem falar na apuração do uso do dinheiro do Estado. Por outro lado, fica cada vez mais comprovado que a recuperação da estrutura precisava sair do papel. Os potenciais turístico e de mobilidade urbana dão sinais bastante positivos. No final de 2020 e este começo de 21 a estrutura exemplificou sua essência de ponto de visitação.

    Carros de passeio começaram a passar pela estrutura em setembro, com resultados bons até o momento. Há exigência de que os veículos sejam ocupados por mais de uma pessoa. Dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP-SC), através do projeto Bem-Te-Vi, que faz monitoramento com câmeras nas cabeceiras, no dia 28 de dezembro passaram 7680 veículos pela estrutura, incluindo transporte coletivo e carros de passeio. Foi o maior número entre os dias 23 e 28.

    Com a pandemia, muito do que poderia ser feito na estrutura para as pessoas acabou ficando apenas nas ideias. Assim como no 30 de dezembro de 2019, quando milhares de pessoas tomaram conta da ponte na reabertura, shows seriam bem-vindos, por exemplo. Mas isso terá que esperar.

    Por enquanto, a estrutura das cabeceiras para atender as pessoas é improvisado, mas bastante importante. O governo anunciou pouco antes da reabertura que teria um projeto para concessão da estrutura e aproveitamento das áreas do entorno. Seria um passo importante para a valorização da estrutura e o incentivo aos visitantes. Para 2021, precisa ser o foco do Estado de olho no potencial que a ponte já comprovou que tem.

    Leia mais:

    Ponte Hercílio Luz em Florianópolis terá horário para carros ampliado

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas