nsc
    dc

    Dia histórico

    Ponte Hercílio Luz é reaberta após quase 30 anos interditada

    Fechada desde 1991, a mais antiga ligação entre a Ilha de Santa Catarina e o continente foi reaberta na manhã desta segunda-feira (30)

    30/12/2019 - 10h39 - Atualizada em: 06/01/2020 - 13h24

    Compartilhe

    Por Guilherme Simon
    Ponte Hercílio Luz foi reinaugurada nesta segunda-feira
    Ponte Hercílio Luz foi reinaugurada nesta segunda-feira
    (Foto: )

    Primeira ligação entre a Ilha e o continente e principal cartão-postal de Santa Catarina, a Ponte Hercílio Luz, em Florianópolis, foi reaberta na manhã desta segunda-feira (30) depois de quase três décadas totalmente interditada.

    Veja como foi a reinauguração da Ponte Hercílio Luz

    Galeria de fotos: Confira a cerimônia de reabertura

    Era por volta de 10h30min quando o governador Carlos Moisés abriu passagem na estrutura construída originalmente na década de 20. Dirigindo um Fusca de 1970, o governador foi o primeiro a entrar na ponte, dando início ao desfile com cerca de 150 veículos antigos que marcou a reabertura.

    O desfile terminou pouco depois das 11h, quando uma multidão começou a tomar as pistas da Velha Senhora. Segundo estimativa do governo do Estado, cerca de 50 mil pessoas compareceram à reabertura.

    A cerimônia de reinauguração da Hercílio Luz foi realizada em um palco montado na parte insular, e acompanhada por diversas autoridades e populares, que começaram a chegar desde cedo para ver de perto a libertação do símbolo de Santa Catarina.

    Por volta das 9h30min, o espaço já estava lotado. Debaixo de forte sol, as pessoas se protegiam com guarda-chuvas e sombrinhas. Alguns optaram pelas sombras das árvores do Parque da Luz. Mesmo antes da liberação, muitos já usavam os celulares para fotografar a Hercílio Luz pronta. O clima era de festa e emoção entre os presentes.

    Em coletiva pouco antes da cerimônia, o governador Carlos Moisés contou que também se emocionou ao chegar para o evento, ao relembrar os tempos de criança em que passava pela estrutura, e declarou que a reabertura marca a devolução do cartão-postal para os catarinenses.

    — Essa ponte não é do governador Carlos Moisés nem de nenhum outro. Essa ponte é de todos os catarinenses, dos pagadores de impostos — disse.

    Moisés também afirmou que o governo contratará uma empresa para realizar a manutenção preventiva da Ponte Hercílio Luz após o término do contrato com a responsável pela recuperação, em março de 2020. Até lá, a estrutura receberá a iluminação cênica, que ainda não ficou pronta, e as treliças que sustentaram a estrutura durante a reforma serão retiradas.

    Veja a transmissão feita pelo colunista Ânderson Silva:

    Inicialmente, a ponte estará liberada apenas para pedestres e ciclistas. O tráfego de veículos vai começar no dia 13 de janeiro com linhas de transporte público. Já os carros particulares devem passar a usar a Hercílio Luz somente no segundo semestre de 2020, em um esquema que ainda está sendo planejado pela prefeitura de Florianópolis.

    Reabertura da Ponte Hercílio teve quatro ex-governadores e ausências marcantes

    Serviços das cabeceiras da Ponte Hercílio Luz serão privatizados pelo governo do Estado

    Anos de espera e desconfiança

    Totalmente interrompido em julho de 1991 depois que técnicos constataram risco de colapso na estrutura, o tráfego na Ponte Hercílio permaneceu bloqueado por exatos 28 anos, cinco meses e 15 dias. Mas os primeiros sinais de desgaste começaram ainda na década de 80, levando à primeira interdição em 1982. Em 1988, a ponte foi liberada apenas para pedestres e ciclistas, voltando a ser completamente bloqueada três anos depois, em 1991.

    Além de retomar a mais antiga ligação entre a Ilha de Santa Catarina e o continente, a reabertura do cartão-postal nesta segunda-feira também põe fim a um sentimento de desconfiança de parte da população que não acreditava que o símbolo seria recuperado.

    As obras de restauração para a reabertura duraram 13 anos. Segundo o Portal da Transparência, os gastos desde 2006 vão chegar a R$ 480 milhões quando o contrato com a empresa atualmente responsável pela obra terminar, em 2020.

    Já a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) que investiga os gastos com a reforma aponta uma cifra de R$ 688 milhões, levando em conta o dinheiro usado desde a década de 80.

    Sete dias de celebração

    A celebração de reabertura da Hercílio Luz segue nesta segunda-feira com apresentações artísticas e culturais previstas até as 20h. A programação, que inclui shows musicais, exposições e corrida, continua até domingo (5) nas duas cabeceiras da estrutura.

    A exceção é esta terça-feira, 31 de dezembro, quando as atrações acabam às 17h, com o fechamento da Ponte Hercílio Luz para permitir a preparação da cascata de fogos na virada do ano. É a primeira vez que a estrutura volta a integrar o show de fogos do Réveillon de Florianópolis desde 2016. A reabertura será às 10h do dia 1º de janeiro.

    O último dia de celebrações, domingo (5), será marcado pela primeira edição da Corrida da Ponte, com largada às 8h na cabeceira insular da Hercílio Luz. O percurso terá cinco quilômetros. Às 17h, a Orquestra de Baterias de Florianópolis encerra a semana de festividades em apresentação programada para acontecer no vão central da estrutura.

    Confira o vídeo que explica o movimento da ponte Hercílio Luz:

    Leia também

    Ponte Hercílio Luz antigamente: veja fotos do cartão-postal de Santa Catarina

    Quem foi Hercílio Luz, o governador que assinou mas não viu a ponte ficar pronta

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas