nsc
nsc

Saúde

Como será a ordem de vacinação para gestantes e pessoas com comorbidades em SC

Compartilhe

Dagmara
Por Dagmara Spautz
02/05/2021 - 20h33 - Atualizada em: 20/05/2021 - 17h50
Estado adota critério de risco para pacientes com comorbidades
Estado adota critério de risco para pacientes com comorbidades (Foto: Luis Lima Junior, Folhapress)

Uma reunião da Comissão Intergestores Bipartite, na noite deste domingo (2), definiu as regras para vacinação das pessoas com comorbidades em Santa Catarina. A coluna apurou que o Estado imunizará primeiro pacientes considerados de alto risco. Entrarão na lista de prioridades pessoas com Síndrome de Down, com doença renal crônica e dependentes de hemodiálise, transplantados, pessoas com deficiência permanente e as que fazem parte do grupo de comorbidades por qualquer doença e estão na faixa etária dos 55 a 59 anos.

> Calendário da vacina: veja dados da vacinação em cada município de SC no Monitor da Vacina

As grávidas ou puérperas – mulheres que acabaram de dar à luz – que tenham comorbidades também entrarão no grupo prioritário. As demais serão vacinadas na segunda etapa. As gestantes entraram no grupo das pessoas com comorbidades por orientação do Miniatério da Saúde.

> Vacina da Pfizer: São José vai receber doses junto com Florianópolis na próxima segunda-feira

Critério de idade

Entre os pacientes prioritários que se enquadrem nas condições de saúde definidas pelo Estado, para esta primeira fase, a vacinação é para todos que tenham mais de 18 anos - sem obedecer a critério de idade. 

> Não conseguiremos vacinar todos os brasileiros em 2021, diz ex-coordenadora do PNI

Isso muda na segunda fase da vacinação de pessoas com comorbidades, quando serão incluídas outras doenças (veja lista abaixo). Nessa etapa, serão vacinadas primeiro as pessoas de 50 a 54 anos. Depois as de 45 a 49, em seguida 44 a 40 anos, grupo de 35 a 39, grupo de 30 a 34 e, por fim, de 18 a 29 anos.

O Estado ainda não definiu a data para início da vacinação das pessoas com comorbidades, porque depende da conclusão da imunização dos idosos. Mas a expectativa é que, com a chegada de novas doses, a próxima etapa de vacinação possa iniciar ainda esta semana.

Quem terá prioridade em SC:

Pessoas maiores de 18 anos com Síndrome de Down;

Pessoas maiores de 18 anos com doença renal crônica em terapia de substituição renal (diálise);

Pessoas maiores de 18 anos com transplante de órgão sólido ou de medula óssea;

Gestantes e puérperas maiores de 18 anos com comorbidades;

Pessoas maiores de 18 anos com alguma deficiência permanente cadastradas no BPC (Benefício de Prestação Continuada);

Pessoas com comorbidades e deficiência permanente entre 55 a 59 anos;

Quem entrará na segunda fase de vacinação no grupo de comorbidades:

Diabetes mellitus

Pneumopatias crônicas graves

Hipertensão Arterial Resistente (HAR)

Hipertensão arterial estágio 3

Hipertensão arterial estágios 1 e 2 com lesão em órgão-alvo

Insuficiência Cardíaca

Cor pulmonale e Hipertensão pulmonar

Cardiopatia hipertensiva

Síndromes coronarianas crônicas (Angina Pectoris estável, cardiopatia isquêmica, pós-Infarto Agudo do Miocárdio, outras).

Valvopatias

Miocardiopatias e Pericardiopatias

Doenças da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas

Aneurismas, dissecções, hematomas da aorta e demais grandes vasos.

Arritmias cardíacas

Cardiopatias congênitas no adulto

Próteses valvares e Dispositivos cardíacos implantados

Doença cerebrovascular

Imunossuprimidos (pessoas vivendo com HIV, que realizaram tratamento quimioterápico ou radioterápico nos últimos 6 meses; neoplasias hematológicas).

Anemia falciforme

Obesidade mórbida

Cirrose hepática

Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz​

Leia também:

> Proibição para construir a menos de 30 metros de rios impactará cidades de SC; entenda

Governo aumenta imposto e força alta da gasolina em Santa Catarina

​Vacina da Pfizer: São José vai receber doses junto com Florianópolis na próxima segunda-feira

​Estudo do Ipea mostra que SC não reagiu para conter mortes por Covid

> A emocionante carta de despedida da filha ao pai que morreu de Covid em SC

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Mais colunistas

    Mais colunistas