nsc
nsc

Política

Como votaram os deputados de SC no segundo turno da PEC dos Precatórios

Compartilhe

Dagmara
Por Dagmara Spautz
10/11/2021 - 07h42 - Atualizada em: 11/11/2021 - 17h38
Votação da PEC dos Precatórios na Câmara dos Deputados
Votação da PEC dos Precatórios na Câmara dos Deputados (Foto: Divulgação, Câmara dos Deputados)

A bancada de Santa Catarina voltou a votar em peso a favor no segundo turno da PEC dos Precatórios, que autoriza o governo federal a pedalar dívidas que transitaram em julgado – o que abre um espaço de R$ 91,6 bilhões no orçamento. A aprovação, polêmica, contou com virada de voto entre os parlamentares catarinenses e com denúncia de oferta generosa de emendas em troca de votos a favor. A PEC deve financiar o Auxílio Brasil.

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

Dos 16 deputados federais de SC, 12 votaram a favor da PEC e quatro votaram contra: Carlos Chiodini (MDB), Celso Maldaner (MDB), Gilson Marques (Novo) e Pedro Uczai (PT). Um voto contrário a menos do que no primeiro turno. Isso ocorreu porque a deputada bolsonarista Caroline de Toni (PSL), que havia votado contra a PEC na primeira votação, desta vez votou a favor. A parlamentar foi cobrada por apoiadores do governo Bolsonaro nas redes sociais, e anunciou que considerava a hipótese de mudar de posição.

Bilhete apreendido com Julio Garcia está entre provas que levaram Nappi à prisão

Outro fator que marcou a bancada catarinense no episódio da PEC dos Precatórios foi a afirmação do deputado Celso Maldaner, feita inicialmente ao Estadão e confirmada à coluna, de que foram oferecidos R$ 15 milhões em emendas aos deputados que votassem a favor do governo. O episódio repercutiu no final de semana.

Balneário Camboriú terá disputa de arranha-céus pelo título de maior da América do Sul em 2022

O governo e o Congresso vinham turbinando as chamadas emendas de relator, um tipo de transferência de recursos a parlamentares sem mecanismos de transparência. As emendas poderiam ser turbinadas com as sobras resultantes da PEC dos Precatórios, que somariam pelo menos R$ 10 bilhões. Nesta terça-feira (9), no entanto, o STF formou maioria para suspender o pagamento das emendas de relator.

Veja como votaram os catarinenses:

Angela Amin (PP) - SIM

Carlos Chiodini (MDB) - NÃO

Carmen Zanotto (Cidadania) - SIM

Caroline de Toni (PSL) - SIM

Celso Maldaner (MDB) - NÃO

Coronel Armando (PSL) - SIM

Daniel Freitas (PSL) - SIM

Darci de Matos (PSD) - SIM

Fabio Schiochet (PSL) - SIM

Geovania de Sá (PSDB) - SIM

Gilson Marques (Novo) - NÃO

Hélio Costa (Republicanos) - SIM

Pedro Uczai (PT) - NÃO

Ricardo Guidi (PSD) - SIM

Rodrigo Coelho (PSB) - SIM

Rogério Peninha (MDB) - SIM

Confira os vídeos do NSC Total no YouTube

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Mais colunistas

    Mais colunistas