nsc
    nsc

    Política

    CPI da Pandemia pode incluir respiradores de SC e incomodar Moisés

    Compartilhe

    Dagmara
    Por Dagmara Spautz
    13/04/2021 - 08h19 - Atualizada em: 13/04/2021 - 14h04
    Governador Carlos Moisés foi afastado do cargo
    Governador Carlos Moisés foi afastado do cargo (Foto: Mauricio Vieira, Secom SC)

    Se o Senado decidir incluir prefeitos e governadores na CPI da Pandemia, que foi criada para investigar ações e omissões do governo federal, são grandes as chances da compra de respiradores em Santa Catarina voltar à tona. 

    > Senadores catarinenses são contrários à CPI da Pandemia

    A aquisição fraudulenta já resultou em uma CPI na Alesc, e em um processo de impeachment que afastou o governador Carlos Moisés (PSL). Do ponto de vista da investigação no âmbito político, o trabalho está feito - mas uma reativação do caso no Congresso pode estender as discussões e trazer um fato novo ao Tribunal de Impechment, que deve ser chegar à fase final a partir do mês que vem. 

    Fontes próximas ao governador Carlos Moisés disseram que ele permanece tranquilo e não está preocupado com um eventual 'revival' das investigações políticas sobre a compra dos respiradores. Moisés confia no fato de ter sido inocentado pelo Ministério Público e pela Polícia Federal.  

    > Ação para punir compra de respiradores está pronta no Ministério Público

    O relator da CPI dos Respiradores, deputado Ivan Naatz (PL), diz que a amplitude da investigação no Congresso torna "bem mais difícil" chegar a um resultado. Mas não é contrário à reabertura do processo - afirma que "tem um fator pedagógico importante".

    A inclusão de governadores e prefeitos na CPI da Pandemia é controversa, já que essas investigações costumam correr nos legislativos locais - como ocorreu na Alesc. A oposição acusa o governo de manobra para tirar o foco do presidente Jair Bolsonaro.

    > Impeachment dos respiradores: o que pode acontecer com Moisés após afastamento temporário

    Como o regimento interno do Senado não prevê CPI sobre questões relativas aos estados, o presidente da Casa, senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG) vai discutir com a Secretaria-Geral da Mesa Diretora se há possibilidade de fazer essa inclusão. 

    Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz​

    Mais colunistas

      Mais colunistas