nsc
nsc

Meio ambiente

“Estouro da boiada foi criação da Reserva”, diz senador sobre Arvoredo

Compartilhe

Dagmara
Por Dagmara Spautz
11/05/2021 - 18h33
Reserva Biológica Marinha do Arvoredo
Reserva Biológica Marinha do Arvoredo (Foto: Edu Cavalcanti, Agência RBS)

O senador Esperidião Amin (PP) recorreu à figura do ‘estouro da boiada’ para defender a reclassificação da Reserva Biológica Marinha do Arvoredo para a categoria de Parque Nacional. Segundo ele, a criação da reserva não levou em conta a vontade das comunidades locais e pegou os catarinenses ‘de surpresa’.

O estouro da boiada que pode levar SC a perder a Reserva do Arvoredo

O parlamentar resgatou o histórico de criação da reserva, que é de 1990, e afirmou que ela foi criada às vésperas do fim do mandato do presidente José Sarney, sem ouvir partes interessadas como o setor de turismo e da pesca artesanal.

- O processo de criação da reserva foi o estouro da boiada, não foi democrático. Deixar como está não é um ato de amor à natureza – afirmou, durante a audiência que discutiu a reclassificação do Arvoredo na Câmara dos Deputados.

Como o ‘estouro da boiada’ de Ricardo Salles afeta Santa Catarina

O projeto de lei que altera a classificação da reserva é de autoria do deputado federal Rogério Peninha (MDB), que também se manifestou na audiência da Comissão de Meio Ambiente, assim como a deputada estadual Paulinha (PDT) e o prefeito de Bombinhas, Paulo Dallago Muller (DEM). Todos defenderam a mudança, sob a principal alegação de que a região do Arvoredo será melhor fiscalizada com atividades de turismo do que é hoje, como reserva biológica.

Rebio do Arvoredo: um pedacinho da Mata Atlântica a ser descoberto em Santa Catarina

Danos ambientais

A mesma expressão usada por Amin, ‘estouro da boiada’, foi usada pesquisadores contrários à mudança, que foram ouvidos pela coluna na segunda-feira. Eles apontaram para o risco de que a atividade turística na região do Arvoredo – ainda que restrita ao mergulho – afugente a fauna marinha e traga prejuízos ambientais irreparáveis.

O Arvoredo é uma das três únicas reservas marinhas do país, junto com o Atol das Rocas, no Litoral do Rio Grande do Norte, e a Reserva de Santa Isabel, no Sergipe. Esse modelo de conservação não permite qualquer atividade turística. Já a classificação de parque nacional autoriza o turismo controlado.

Um dia após promessa na Cúpula do Clima, Bolsonaro corta verba para meio ambiente

A reclassificação da Reserva Biológica Marinha do Arvoredo, para a categoria de Parque Nacional, deve ser recomendada pelo relator da proposta na Comissão de Meio Ambiente da Câmara, deputado Rodrigo Agostinho (PSB-SP). Durante a audiência pública que debateu o projeto de lei, ele defendeu que é possível conciliar preservação com atividades sustentáveis, como o mergulho – mas fez ressalvas.

O parlamentar alertou para a necessidade de um Plano de Manejo bem feito para a área, caso a mudança seja efetivada. Ele ressaltou que isso é importante para evitar, por exemplo, atividade pesqueira na região.

- Não entendo o mergulho como solução para todos os problemas. Também será um grande desafio – avaliou.

Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz​

Leia também:

Jovem de SC consegue autorização na Justiça para plantar maconha

Idosa 'apanha' de comediante em vídeo para estimular vacina em SC

Remédios do kit intubação ficam retidos pelo fisco em SC, alerta OAB

Em ataque a creche de SC, professoras trancaram crianças na sala de aula para evitar mais mortes

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Mais colunistas

    Mais colunistas