nsc
    nsc

    Defesa

    FAB deixou helicópteros de salvamento de sobreaviso durante estreia do novo caça

    Compartilhe

    Dagmara
    Por Dagmara Spautz
    24/09/2020 - 17h04
    Caça teve apoio de outras aeronaves militares
    Caça teve apoio de outras aeronaves militares (Foto: Diorgenes Pandini)

    O voo de estreia do novo caça Gripen da Força Aérea Brasileira (FAB), conduzido por um piloto de testes da empresa sueca Saab, contou com um grande aparato de segurança. Dois helicópteros militares de socorro salvamento foram mantidos de sobreaviso - H-60L Black Hawk, que acompanhou os procedimentos de decolagem em Navegantes, e um H-36 Caracal, que ficou na base de Pirassununga (SP).

    > Navio atraca em Navegantes com novo caça da FAB a bordo

    > Novo caça da Força Aérea produzido na Suécia chegará ao Brasil por Santa Catarina

    Outras duas aeronaves militares F-5M fizeram a escolta do Gripen durante todo o voo. Os aviões pertencem ao Primeiro Esquadrão do Décimo Quarto Grupo de Aviação (1º/14º GAV) – Esquadrão Pampa.

    A primeira rota do novo caça em espaço aéreo brasileiro foi um sucesso. O Gripen aterrissou em Gavião Peixoto, no interior de São Paulo, depois de 50 minutos de voo em velocidade de cruzeiro. Durante o trajeto, o piloto testou manobras com o avião.

    O caça permanecerá em Gavião Peixoto, na sede da Embraer, onde fica o Centro de Ensaios em Voo do Gripen. Lá será testada, entre outros aspectos, a adaptação da aeronave ao clima tropical.

    Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz​

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas