nsc

publicidade

Balneário Camboriú

Marrom sobreviveu após ser esfaqueado - e agora está à procura de uma família

Compartilhe

Dagmara
Por Dagmara Spautz
18/10/2019 - 11h19
Marrom está à procura de uma família
Marrom está à procura de uma família (foto: Reprodução)

Marrom, ou Billy. Resgatado em maio pela guarda municipal de Balneário Camboriú, após ter sido esfaqueado por um desconhecido, ele ganhou dois nomes na clínica veterinária onde foi salvo e onde permanece internado até hoje, quatro meses depois. Virou o xodó dos veterinários, e estrela da creche canina anexa aos consultórios. Mas chegou a hora de ir embora.

Cíntia Pagliari, a veterinária responsável pelo tratamento de Marrom, diz que pensou em mantê-lo morando na clínica. Mas acha que ele precisa de muito mais: merece ter um lar de verdade.

- Queremos que ele tenha uma casa, uma pessoa que cuide bem, dê atenção. Ele é muito carente, vai ser feliz se tiver uma família – diz.

Candidatos não faltam. Desde que a clínica liberou visitas, quando o estado de saúde de Marrom já havia melhorado, dezenas de pessoas se voluntariaram para ficar com ele. Por isso, a clínica decidiu abrir um cadastro para os interessados. E os veterinários farão uma seleção para escolher o melhor lugar para Marrom.

- Eu prometi a ele que só sairia daqui se tivesse uma casa para onde ir – explica Cíntia.

Lutou pela vida

Marrom lutou muito para sobreviver. Com facadas em todo o corpo, perfuração na bexiga e a garganta aberta pelo ferimento, ele passou por duas cirurgias, usou sondas e fez um longo tratamento com pomadas cicatrizadoras. O custo de recuperação do cãozinho ficou em torno de R$ 10 mil – parte do valor ficou na conta da ONG Viva Bicho, que ficou responsável por ele, e o restante foi custeado pela clínica.

- Ele praticamente ressuscitou. Lutou bastante para viver, por isso merece lugar muito bom – afirma a veterinária.

O lar ideal para Marrom pode ter outros cães e crianças. De preferência, espaço para correr e tutores com tempo para levá-lo para passear. Como vivia nas ruas, ele gosta muito de estar ao ar livre.

A pessoa que o esfaqueou, na Praia de Laranjeiras, nunca foi localizada.

Quer adotar?

Interessados em adotar o Marrom devem entrar em contato com a clínica La Pet, por telefone ou Whatsapp - Fone: (47) 3360-2854/ 47 999754-5850.

Rua Novecentos e Dezesseis, 466, Centro - Balneário Camboriú/SC

Deixe seu comentário:

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade