nsc
    nsc

    Política

    Moisés contra-ataca: "há quem queira voltar a qualquer custo"

    Compartilhe

    Dagmara
    Por Dagmara Spautz
    15/09/2020 - 09h54 - Atualizada em: 15/09/2020 - 13h34
    Governador Carlos Moisés
    Governador Carlos Moisés (Foto: Tiago Ghizoni, Arquivo NSC)

    O governador Carlos Moises (PSL) usou as redes sociais para se defender, nesta terça-feira (15), enquanto a Comissão Especial de Impeachment fazia a leitura do relatório que recomenda seu afastamento, junto com a vice-governadora Daniela Reinehr. Fez menção à possibilidade de eleições indiretas e atacou a oposição: “os catarinenses já deixaram claro nas urnas que não aceitam mais aquelas velhas práticas. Mas precisamos continuar atentos, porque há quem queira voltar a qualquer custo”, escreveu.

    > Alesc deve apressar o impeachment e votar relatório na quinta

    Depois de ter passado meses praticamente em silêncio sobre o impeachment, Moisés passou a se manifestar de forma mais contundente na semana passada, quando também concedeu entrevistas sobre o processo. Até então, a defesa vinha sendo feita exclusivamente por seu advogado, Marcos Fey Probst, e por meio de notas oficiais do governo.

    A mudança de estratégia na comunicação de Moisés, talvez tardia, ocorre no momento em que o Ministério Público Federal (MPF) expõe a delicada situação do presidente da Alesc, deputado Julio Garcia (PSD), denunciado por suspeitas de envolvimento em lavagem de dinheiro no âmbito da Operação Alcatraz. Se confirmado o afastamento de Moisés e Daniela, Julio Garcia assume o posto de governador com a função de convocar eleições indiretas.

    Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz​

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas