É grande a expectativa para o anúncio da licença do governador Carlos Moisés (Republicanos), que deve deixar temporariamente o governo para se dedicar à campanha eleitoral. A vice-governadora Daniela Reinehr (PL) também deixará o cargo e o governo será assumido pelo presidente da Alesc, deputado Moacir Sopelsa (MDB).

Continua depois da publicidade

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

O acordo, que vem sendo costurado desde as tratativas para o embarque do MDB na chapa de Moisés, quase foi por água abaixo na semana passada. Em uma reunião fechada, o marqueteiro da campanha, Alexandre Oltramari, disse que a saída do governador do cargo poderia afetar o slogan, “aqui tem governador”.

A ideia causou mal-estar internamente no MDB e acendeu o sinal amarelo. O entendimento foi de que o governo daria um mau sinal descumprindo a palavra empenhada anteriormente. Sopelsa, vale lembrar, foi um dos deputados mais engajados na campanha pró-Moisés no MDB.

Diante do barulho nos bastidores, o marqueteiro foi dissuadido da ideia e o acordo, mantido. Uma fonte do Centro Administrativo confirmou nesta manhã que a prioridade é a gestão, mas que o governador vai se retirar para se dedicar à campanha eleitoral – há um entendimento de que seria inviável conciliar compromissos de campanha com a agenda administrativa.

Continua depois da publicidade

O impasse agora está na definição de uma data para a saída do governador do cargo. Nesta semana, o deputado Moacir Sopelsa está em Concórdia e viaja a Porto Alegre (RS), para participar da Expointer. O que significa que qualquer mudança no comando do estado não ocorrerá antes da semana que vem.

Receba minhas publicações no NSC Total pelo Whatsapp – https://bit.ly/3PFMHCS

Se preferir, participe do meu canal do Telegram e o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz – NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz

Leia Mais

Eleições 2022: candidatos em SC respondem por quê querem governar o Estad

Tempo de TV dos candidatos ao governo de SC varia entre mais de 2min e 16seg; confira

Quando um lado é dispensado do debate a democracia é que ficou de fora

Destaques do NSC Total