nsc
    nsc

    Portos

    Policiais federais fingem ser bandidos para testar segurança em porto de SC; assista

    Compartilhe

    Dagmara
    Por Dagmara Spautz
    26/08/2020 - 10h13 - Atualizada em: 26/08/2020 - 12h04
    Simulado de segurança nos portos
    Simulado de segurança nos portos (Foto: Cesportos, Divulgação)

    Policiais federais à paisana invadiram nesta terça-feira (25), em uma embarcação sem identificação, a área restrita da Portonave, em Navegantes. No exercício de segurança, eles simularam a atuação de criminosos – e foram descobertos pela equipe de vigilância do terminal, que não sabia da “invasão”.

    > Operação da PF e Interpol prende ex-policial em ação contra o tráfico internacional em SC

    O simulado foi organizado pela Cespostos, braço estadual da Comissão Nacional de Segurança Pública nos Portos, Terminais e Vias Navegáveis (Conportos). Pela primeira vez, os três maiores complexos portuários do país – Santos, Paranaguá e Itajaí – receberam o exercício, executado pela Polícia Federal.

    > Freiras vão sortear "fusquinha abençoado" para arrecadar fundos em SC; veja vídeo

    O objetivo era verificar se os protocolos de segurança estão sendo seguidos pelos terminais, e se são eficientes para identificar e conter crimes e ameaças de terrorismo. Além da invasão pela água outras situações também foram testadas nos postos – como uma equipe em viatura descaracterizada que tentou entrar no porto com falsos policiais.

    > Santa Catarina é rota de tráfico internacional para a Europa

    O resultado do simulado é sigiloso, e servirá para avaliar os terminais e alinhar situações que precisem de ajustes. Em Navegantes, tudo indica que o teste foi positivo, já que os falsos bandidos foram detidos pelos vigilantes, que acionaram a Polícia Federal.

    Situações como a que foi simulada na Portonave, por exemplo, são usadas por criminosos para “contaminar” contêineres e navios com drogas. Pelo menos uma apreensão feita em 2019 – ano de apreensões recordes nos portos de Santa Catarina – ocorreu em situação similar.

    Em todo o ano passado, mais de 4 toneladas de cocaína foram interceptadas nos portos do Estado. Este ano, 1,5 tonelada da droga foi recolhida pela Receita Federal e a Polícia Federal em duas operações, nos portos de Itajaí e Itapoá, no mês de janeiro.

    Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz​

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas