Um dos alvos da megaoperação contra corrupção que foi deflagrada nesta terça-feira (6) em Santa Catarina, o prefeito de Pescaria Brava, Deyvison Souza (MDB), foi preso em Brasília pelo Gaeco da Capital Federal. Segundo informações preliminares, a unidade prestou apoio ao Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) de Santa Catarina.

Continua depois da publicidade

Receba notícias do DC via Telegram

O prefeito estava em viagem oficial a Brasília. Por enquanto, não há detalhes sobre o mandado de prisão, se é temporária ou preventiva. O advogado do prefeito, Pierre Vanderlinde, confirmou que ele foi preso preventivamente, mas disse que ainda não teve acesso aos autos na íntegra e que se manifestará depois disso.

Megaoperação contra corrupção mira 28 cidades de SC e 25 empresas

Souza não é o único prefeito de Santa Catarina detido na operação – mas foi o único localizado fora do Estado.

A operação, batizada de “Mensageiro”, investiga suspeitas que envolvem a coleta e destinação de lixo em pelo menos 20 cidades de Santa Catarina. Os mandados estão sendo cumpridos em 35 municípios, por determinação judicial, atendendo a um pedido do Ministério Público.

Continua depois da publicidade

Destaques do NSC Total