nsc
nsc

resultado das exonerações

Santa Catarina liberou eventos sem rastreio nem selo de segurança

Compartilhe

Dagmara
Por Dagmara Spautz
01/05/2021 - 08h42
Centro de Eventos em Florianópolis
Centro de Eventos em Florianópolis (Foto: Felipe Carneiro, Arquivo NSC)

A ‘dança das cadeiras’ executada pela governadora interina Daniela Reinehr às vésperas do julgamento do impeachment, em algumas das principais pastas, fez com que Santa Catarina autorizasse a retomada dos eventos – inclusive em casas noturnas, fechadas – sem um item básico de segurança para controlar a proliferação da Covid-19: o rastreio.

> Como a Lamborghini em SC virou saia-justa para Daniela Reinehr

A elaboração de um selo ‘evento seguro’, semelhante ao que foi criado pela Santur para os estabelecimentos do setor turístico pelo Estado, estava na lista de prioridades de Mané Ferrari, que foi exonerado esta semana pela governadora em exercício. Uma das premissas do selo em discussão era justamente o rastreio.

A Santur recebeu, ao longo dos últimos meses, empresários de Santa Catarina que desenvolveram o sistema de rastreamento por QR Code, usado em prefeituras como a de Florianópolis. Também vinha avaliando o sistema de rastreio usado em eventos em outros países, para aperfeiçoar o modelo de monitoramento a ser usado no Estado.

> Proibição para construir a menos de 30 metros de rios impactará cidades de SC; entenda

Nesta semana, como adiantou Estela Benetti, o selo para o setor de eventos foi discutido no governo entre o novo comandante da Santur, Eduardo Loch, a secretária de Estado da Saúde, Carmen Zanotto, e o secretário da Fazenda, Rogério Macanhão. O assunto continua em pauta no Turismo, mas é natural que os processos sejam revistos e readequados quando há troca de comando - o que leva tempo. 

O controle feito com o rastreamento é considerado fundamental para identificar eventuais focos de contaminação em reuniões sociais e para conseguir fazer rapidamente o bloqueio, isolando os contatos e impedindo a proliferação do vírus.

> Requerimento pede para ouvir João Rodrigues na CPI da Covid

Seria também uma salvaguarda para o setor de eventos, porque permitiria identificar o quanto as atividades sociais colaboram ou não para a transmissão – uma avaliação importante para o caso de um novo pico da pandemia no Estado, que já é considerado questão de tempo pela Saúde.

Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz​

Leia também:

Governo aumenta imposto e força alta da gasolina em Santa Catarina

​Vacina da Pfizer: São José vai receber doses junto com Florianópolis na próxima segunda-feira

​Estudo do Ipea mostra que SC não reagiu para conter mortes por Covid

> A emocionante carta de despedida da filha ao pai que morreu de Covid em SC

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Mais colunistas

    Mais colunistas