nsc
    nsc

    Política

    SC fica fora da carta dos governadores a Biden com compromissos pelo clima

    Compartilhe

    Dagmara
    Por Dagmara Spautz
    20/04/2021 - 18h25 - Atualizada em: 21/04/2021 - 10h27
    Nem Moisés, nem Daniela assinam a carta para Joe Biden
    Nem Moisés, nem Daniela assinam a carta para Joe Biden (Foto: Luís Debiasi, Agência AL/Divulgação)

    Santa Catarina é um dos três estados brasileiros que não integram a carta dos governadores ao presidente norte-americano, Joe Biden, com compromissos para enfrentar a emergência climática global. Além da governadora interina de SC, Daniela Reinehr, também não assinaram o documento os governadores de Rondônia, Coronel Marcos Rocha (PSL) e Roraima, Antônio Denarium (sem partido).

    > Dilema: O coronavírus se tornará mais importante do que a crise climática?

    A assessoria de Daniela informou que a carta não passou por ela desde que assumiu o governo, e que o documento teria chegado ao Estado ainda em março, antes do afastamento de Carlos Moisés (PSL). No entanto, a mobilização para coleta de assinaturas só ocorreu em abril. 

    Nesta quarta, a assessoria reconheceu que houve um equívoco e que a carta chegou à governadora interina, mas ela decidiu não assinar. Em nota, Daniela afirmou que os assuntos de relações exteriores cabem ao governo federal, e que o documento não tem "eficácia prática nem jurídica".

    Moisés não comentou o caso. De qualquer forma, a adesão seria um movimento incômodo para ambos, já que se trata de uma tentativa dos governadores de separar a gestão dos estados das políticas ambientais do governo Bolsonaro - e da rejeição que elas enfrentam no cenário internacional. Tanto Moisés quanto Daniela evitam se afastar do presidente.

    A ideia da carta é firmar a posição dos estados brasileiros como cumpridores das leis e das boas práticas em relação ao meio ambiente. O documento, entregue nesta terça-feira (20) ao embaixador dos EUA no Brasil, Todd Chapman, pelo governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), marca a Coalizão Governadores pelo Clima. O documento será levado a Biden durante a Cúpula de Líderes pelo Clima, que começa na quinta-feira (22). 

    > Santa Catarina sai ganhando com a vitória de Joe Biden

    As questões climáticas têm dominado cada vez mais o debate internacional, e são fatores levados em conta nos acordos comerciais. O tema é caro ao presidente Joe Biden, que vem falando em compromissos ambientais desde a campanha e recolocou os EUA no Acordo de Paris.

    Esses fatores fazem com que as questões ambientais sejam fundamentais para manutenção dos acordos atuais e novas oportunidade de negócios – especialmente para países como o Brasil, que exporta commodities. Em Santa Catarina, onde o principal produto de exportação é a proteína animal, firmar compromisso com a agenda ambiental também é fundamental. 

    Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz​

    Mais colunistas

      Mais colunistas