nsc
nsc

Sommeliers de vacina

Só querem Pfizer: recusa de vacinas em Balneário Camboriú acende alerta

Compartilhe

Dagmara
Por Dagmara Spautz
08/06/2021 - 13h08 - Atualizada em: 17/06/2021 - 09h25
Vacina da Pfizer é requisitada nos postos de saúde
Vacina da Pfizer é requisitada nos postos de saúde (Foto: Christof stache / AFP)

A exemplo de outras cidades no Estado, Balneário Camboriú começou esta semana a vacinar pessoas que não estão nos grupos prioritários de imunização. Apesar disso, os postos de saúde estão vazios. O motivo é a insistência de pessoas que já poderiam se vacinar em “escolher” a vacina a que terão direito. A bola da vez é a vacina da Pfizer.

Quais as 15 cidades de SC que vão receber vacinas da Pfizer

Nos postinhos, os telefones não param de tocar. Muitos servidores da prefeitura também são procurados em seus contatos pessoais, por cidadãos que querem saber se há doses da Pfizer disponíveis. No momento, as vacinas aplicadas em Balneário Camboriú são da AstraZeneca.

As diferenças entre as vacinas da Pfizer, Astrazeneca e Coronavac

Os “sommeliers de vacinas” são motivo de preocupação para a Secretaria Municipal de Saúde.

- Baixamos a faixa etária para 59 anos, mas estamos esperando as pessoas. Há pouca procura – diz Adriana Diogo, diretora da Vigilância Epidemiológica de Balneário Camboriú.

Autorização da Anvisa para importar Sputnik V reativa negociações de consórcio

Ela ressalta que todas as vacinas disponíveis nos postos de saúde protegem contra a Covid-19. Os imunizantes utilizados no Brasil passaram pelo crivo da Anvisa, e tiveram a eficácia comprovada nos testes.

- Levantou-se uma expectativa em relação a uma vacina. Mas vacina boa é vacina aplicada, principalmente quando estamos no meio de uma pandemia.

Sputnik V: a eficácia da vacina que chegará no Brasil

Surpreende a Vigilância Epidemiológica que algumas pessoas cheguem ao posto de saúde, inclusive, com recomendação médica para que tomem uma vacina específica – sem motivação de saúde que justifique a “escolha”. Os atestados citam “efeitos colaterais”.

Mitos e verdades sobre os efeitos colaterais da vacina contra Covid-19

Adriana lembra que o efeito colateral é uma reação imunológica do organismo, e é esperada após a aplicação de diversas vacinas, não apenas contra a Covid-19.

- Todas as vacinas são importantes e vão fazer a proteção. Mas precisamos dar vazão às doses, para que a imunização tenha continuidade.

A diretora da Vigilância Epidemiológica diz que, apesar da baixa procura, não há perda de doses. Os frascos da vacina AstraZeneca, disponível atualmente, podem ser utilizados até 48 horas após abertos.

Não seja um "sommelier de vacina". Entenda: 

Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz​

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Mais colunistas

    Mais colunistas