nsc
nsc

Vacina

Autorização da Anvisa para importar Sputnik V reativa negociações de consórcio

Compartilhe

Dagmara
Por Dagmara Spautz
05/06/2021 - 08h38 - Atualizada em: 07/06/2021 - 13h24
Vacina russa foi autorizada com condicionantes
Vacina russa foi autorizada com condicionantes (Foto: Kirill KUDRYAVTSEV / AFP)

A decisão da Anvisa de autorizar a importação em caráter excepcional da vacina Sputnik V, com condicionantes, reativou as negociações para compra do imunizante pelo consórcio Conectar, da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), que é presidido pelo prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro.

> Sputnik V: a eficácia da vacina que chegará no Brasil

Vacinação da Covid por idade vai começar em SC; serão oito grupos

À coluna, Gean disse que a diretoria do consórcio está debatendo as condições de utilização da vacina, com as novas restrições impostas pela Anvisa. O Conectar tinha contrato em andamento com o Fundo Soberano Russo, para adquirir 30 milhões de doses da Sputnik V. No fim de abril, as negociações foram suspensas com a negativa da Anvisa para a importação da vacina.

A Fecam também tem intenção de adquirir a Sputnik V. Em maio, o presidente da entidade, prefeito de Araquari, Clenilton Pereira, foi a Moscou para tratar com o Fundo Soberano Russo. A autorização da Anvisa já era aguardada pela Federação, que também poderá seguir com as negociações.

Fecam vai à Rússia em busca da vacina Sputnik V

Condicionantes

Tanto a Sputnik V, quanto a indiana Covaxin, poderão chegar ao Brasil com condições especiais. A Anvisa estabeleceu que a Sputnik V e a vacina indiana Covaxin que chegarem ao Brasil passarão pela inspeção da Fiocruz e haverá comunicado à população de que esses imunizantes ainda não atendem a todos os critérios de qualidade, eficácia e segurança.

Por esse motivo, as doses não poderão ser aplicadas em gestantes, lactantes ou mulheres que queiram engravidar em até 12 meses, pessoas que passaram por tratamento de câncer, pessoas com HIV, hepatites, ou que tenham sensibilidade a algum dos componentes – entre outras situações.

SC terá calendário de vacinação contra Covid-19 por idades

As pessoas vacinadas terão que ser acompanhadas por estudos, que devem seguir o modelo de testes de efetividade feitos pela OMS.

No caso da Sputnik V, a autorização de importação em caráter especial atende a pedidos dos estados da Bahia, Maranhão, Sergipe, Ceará, Pernambuco e Piauí. Já a Covaxin tem intenção de compra do Ministério da Saúde, para 20 milhões de doses.

Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz​

Leia também:

Safra industrial da tainha em SC começa com poucos barcos e baixa expectativa

Livro com histórias sobre o “TJ de Santa Ignorância” vira polêmica judicial em SC

Balé de baleia jubarte surpreende em Itajaí; vídeo

Casal de mulheres ganha direito de registrar bebê gerado com inseminação caseira em SC

Animação mostra como será feito o alargamento da praia em Balneário Camboriú

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Mais colunistas

    Mais colunistas