nsc

Pandemia

Fecam vai à Rússia em busca da vacina Sputnik V

Importação do imunizante russo ainda não foi autorizada pela Anvisa

28/05/2021 - 16h37 - Atualizada em: 28/05/2021 - 16h40

Compartilhe

Juliana
Por Juliana Gomes
Fecam tenta adquirir Sputnik
Fecam tenta adquirir Sputnik
(Foto: )

O prefeito de Araquari e presidente da Federação Catarinense de Municípios (Fecam) Clenilton Pereira foi à Rússia na semana passada a fim de avançar nas negociações para compra da vacina Suptnik V, contra a Covid-19.Em entrevista ao CBN Total desta sexta-feira (28) Pereira deu detalhes sobre as tratativas.

- Quando começaram as negociações aqui a gente não sabia o que era verdade ou não. Uma coisa ficou clara: eles só vão vender quando a Anvisa liberar. Eles não querem fazer nada que contrarie o governo brasileiro. Para este 1º semestre, teríamos (se autorizado pela Anvisa) 15 milhões de vacinas. A gente tem essa esperança de que aprove - comentou Pereira.

> Receba notícias de Florianópolis e região no seu WhatsApp

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária ainda não autorizou a importação do imunizante no país. O presidente da Fecam afirmou que na próxima semana irá a Brasília e pretende abordar o assunto com outras autoridades federais.

- Todo mundo conhece alguém que morreu por causa da Covid, não dá pra ficar esperando. Este foi o motivo de eu atravessar o mundo, correr o risco de críticas, e tentar algo que não foi feito até então - afirmou.

Ouça:

Leia também:

Fiocruz alerta para piora da pandemia de Covid no Brasil; preocupação em SC é ainda maior

Quando vou me vacinar: site mostra calendário de vacinação em SC

SC exclui 442 mil pessoas da lista de prioridades para vacina da Covid-19

Colunistas