nsc
nsc

Coronavírus

Fiocruz alerta para piora da pandemia de Covid no Brasil; preocupação em SC é ainda maior

Compartilhe

Raphael
Por Raphael Faraco
27/05/2021 - 18h05 - Atualizada em: 27/05/2021 - 21h07
Fiocruz alerta para a piora da pandemia no país
Fiocruz alerta para a piora da pandemia no país (Foto: Alberto Pizzoli/AFP)

Segundo o boletim do Observatório Covid-19 Fiocruz, a projeção para as próximas semanas é de 2,2 mil óbitos por dia no Brasil. Pelo estudo realizado entre 16 e 22 de maio, o número de mortes até estabilizou, mas em um patamar muito elevado. E como os casos e as internações em leitos de UTI subiram em quase todo país, a previsão não é nada otimista.

> "Talvez o pior momento ainda esteja por vir", diz secretário sobre a pandemia de Covid-19 em SC

Em entrevista ao CBN Hub desta quinta (27), o pesquisador da Fiocruz Raphael Guimarães, disse que a realidade é crítica. E destacou o 'rejuvenescimento da pandemia':

— Pela primeira vez, observamos que mais de 50% dos internados têm menos de 60 anos de idade — destacou.

> SC está em alerta para nova onda na pandemia de Covid-19, diz secretário

De acordo com Raphael, a maior cobertura de vacinação entre os idosos e o relaxamento dos jovens em relação a doença estão entre os motivos.

— E não necessariamente por causa das festas clandestinas, que são ruins claro. Mas percebemos uma incidência grande nas pessoas entre 40 e 59 anos. Que provavelmente precisam sair, trabalhar e nesse deslocamento diário acabam se contaminando — completou.

> Vacinação contra Covid em SC voltará a ser por faixa etária, anuncia Moisés

Para tentar minimizar um impacto ainda maior nos próximos dias, o pesquisador reforça alguns cuidados já conhecidos. O respeito ao distanciamento social de forma coordenada, por ações do poder público e pela consciência das pessoas, e a consolidação de um Estado forte.

— É claro que eu estou dizendo que é importante que a gente mantenha o distanciamento social. Mas eu estou dentro da minha casa trabalhando em home office. Então, seria muita hipocrisia da minha parte dizer simplesmente que as pessoas precisam ficar em casa e nao pensar em que condições elas estão dentro de casa. É preciso que a gente tenha um auxílio emergencial regular e que consiga manter essas pessoas minimamente, para que elas não precisem ir para rua mendigar, trabalhar em qualquer tipo de atividade que não dê a elas a menor garantia, menor forma de proteçao e que ainda as exponha ao risco seja no trabalho ou no transporte — finalizou o pesquisador da Fiocruz, Raphael Guimarães.

> Veja como receber as principais notícias de Santa Catarina no WhatsApp

Em Santa Catarina

Podemos dizer que a preocupação é ainda maior do que em outras regiões do país. Santa Catarina sofre muito com as doenças respiratórias nos dias mais frios do ano. E a chegada de uma terceira onda de Covid é dada como certa nos corredores da Secretaria de Estado da Saúde.

> SC acelera ações na Saúde em alerta para 3ª onda de Covid-19

Para evitar ao máximo impactar ainda mais os setores, o Estado age internamente e junto ao governo federal.

> SC tem 'Dia D' na busca de apoio federal para o combate à pandemia

Entre as prioridades, a garantia de insumos e medicamentos, e o aumento na oferta de leitos de UTI. 

A necessidade urgente de mais vacinas também está na pauta de governador e secretário com o Ministério da Saúde. 

Leia também

> Total de casos ativos de covid-19 cresce em 56% das cidades de SC

​​​> SC tem novo decreto de combate à pandemia até 31 de maio

> SC tem mais de 60 mil famílias sem renda do trabalho, aponta UFSC

> Eficácia da fiscalização é a opção de Moisés no combate à pandemia em SC

Raphael Faraco

Colunista

Raphael Faraco

Jornalista com mais de 20 anos de carreira, editor e apresentador da NSC TV. Notícias em primeira-mão e informações de bastidores sobre o que acontece em SC.

siga Raphael Faraco

Raphael Faraco

Colunista

Raphael Faraco

Jornalista com mais de 20 anos de carreira, editor e apresentador da NSC TV. Notícias em primeira-mão e informações de bastidores sobre o que acontece em SC.

siga Raphael Faraco

Mais colunistas

    Mais colunistas