As cinco vereadoras de esquerda em Santa Catarina que foram alvo de ameaças de morte e violência nos últimos dias pedirão proteção à Polícia Federal. Nesta quinta-feira (9), elas serão recebidas pela superintendente da PF no Estado, delegada Aletea Kunde.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

As ameaças e intimidações atingem as vereadoras Carla Ayres (PT), de Florianópolis, Giovana Mondardo (PCdoB), de Criciúma, Marlina Oliveira (PT), de Brusque, Ana Lúcia Martins (PT), de Joinville, e Maria Tereza Capra (PT), que teve o mandato cassado em São Miguel do Oeste na madrugada de sábado (4).

São Miguel do Oeste faz demagogia com nazismo em vez de repudiar violência política

Nenhuma das parlamentares conta com escolta policial ou medida protetiva. Maria Tereza Capra, que precisou sair de São Miguel do Oeste para se proteger das ameaças, foi incluída na semana passada no Programa de Proteção aos Defensores de Direitos Humanos, Comunicadores e Ambientalistas (PPDDH) do Ministério dos Direitos Humanos.

Continua depois da publicidade

Destaques do NSC Total