nsc
nsc

Impasse

Estado ainda quer penitenciária em Imaruí, no Sul catarinense

Compartilhe

Denis
Por Denis Luciano
03/02/2022 - 12h58 - Atualizada em: 03/02/2022 - 13h03
Há mais de uma década, terreno espera por obra em Imaruí
Há mais de uma década, terreno espera por obra em Imaruí (Foto: Daniel Conzi / Arquivo)

Originalmente, o projeto previa uma unidade industrial para 2,2 mil apenados. Com as dificuldades para tirar do papel, o Governo do Estado começou a recuar mas ainda alimenta a real expectativa de viabilizar a Penitenciária de Imaruí. A discussão começou há mais de dez anos e encontrou forte oposição da prefeitura, que foi à Justiça para barrar o investimento. E conseguiu.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

- Mas ainda queremos fazer essa penitenciária - confirmou o secretário de Administração Prisional e Socioeducativa do Estado, Leandro Lima. - É um processo antigo, uma gestão anterior da prefeitura cassou o alvará e não conseguimos avançar ainda - lembrou. Essa intenção já havia sido mencionada pelo colega Ânderson Silva em junho passado.

Do tamanho original, o projeto recuou para 1,2 mil e agora prevê 690 apenados. - Todos vão trabalhar e estudar, será uma unidade modelo - antecipou o secretário. O investimento é importante para atenuar o déficit carcerário que Santa Catarina tem. - Ainda é um déficit elevado, de 4 mil vagas. Mas conseguimos estabilizar esse número nos últimos anos, chegamos num teto e permanecemos. Com as novas vagas que estamos abrindo, suportamos a demanda - ponderou.

Um processo inverso

A reação de Imaruí representou, a seu tempo, uma situação comum envolvendo sistema carcerário, de reações contrárias de regiões e municípios. Mas isso está mudando, observou Leandro Lima. - Hoje já temos um movimento contrário. Há pedidos para desativação de unidades antigas em áreas urbanas e instalação de novas, mais modernas - comentou. 

Nesta semana, o Estado desativou uma unidade no Sul do Estado. Foi o antigo Presídio Feminino de Tubarão, do qual foram transferidas 128 detentas. Criciúma recebeu 82 e outras 46 tiveram Itajaí como destino.

- Mas nesse caso não há necessidade de construir uma nova unidade. Vamos ceder o prédio à prefeitura de Tubarão, que já nos pediu para algum outro fim - contou Leandro. - O Sul tem uma Penitenciária Feminina nova em Criciúma, temos outras unidades e 300 vagas excedentes - detalhou. - Essa de Tubarão era uma unidade muito antiga, precária e sem condições de reforma.

> Tarifa de ônibus sobe para R$ 4,45 em Criciúma

O Sul vai ganhar uma nova penitenciária, em Araranguá. - Estamos na etapa burocrática para logo autorizar a obra. Esse semestre ainda a construção começa - informou. A unidade será erguida ao lado da atual, que é antiga e está em precário estado. Já foi interditada algumas vezes inclusive. - Sserão 690 vagas para condenados masculinos - completou.

Leia também:

> SC tem riscos de temporal com granizo e vendaval nesta sexta

> Lista revela maiores e menores salários de SC em 2021

> Seis golfinhos são achados mortos em dez dias na Capital

Denis Luciano

Colunista

Denis Luciano

Jornalista com longa experiência no rádio e no digital, Denis Luciano aborda os principais assuntos do Sul catarinense, uma das regiões mais relevantes no Estado.

siga Denis Luciano

Denis Luciano

Colunista

Denis Luciano

Jornalista com longa experiência no rádio e no digital, Denis Luciano aborda os principais assuntos do Sul catarinense, uma das regiões mais relevantes no Estado.

siga Denis Luciano

Mais colunistas

    Mais colunistas