nsc
nsc

Engano

Prefeito explica vacinação de criança contra Covid em Criciúma

Compartilhe

Denis
Por Denis Luciano
03/11/2021 - 12h14
Salvaro citou falha humana na hora da vacina
Salvaro citou falha humana na hora da vacina (Foto: Decom / Reprodução)

Uma criança de 6 anos foi vacinada por engano contra Covid-19 em Criciúma. O caso aconteceu no último dia 26 e veio à tona no começo desta semana. O prefeito Clésio Salvaro postou uma explicação em suas redes sociais nesta quarta-feira (3).

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

- A mãe levou a menina para tomar a vacina da gripe. Foi um erro humano - justificou. - Nossa equipe é muito capacitada, já aplicamos mais de 311 mil doses contra Covid - emendou.

Salvaro argumentou que a criança não corre riscos, mesmo com o equívoco na aplicação da vacina. - Está muito claro que não causa qualquer dano à saúde - comentou, reforçando o que já havia informado o secretário municipal de Saúde, Acélio Casagrande, de que a criança passa bem e segue sendo acompanhada. A criança recebeu uma dose da vacina da Pfizer.

O prefeito rebateu críticos. - Meu Deus, parece que é o fim do mundo. Parece até que estamos promovendo um fura-fila. Só falta denunciarem o prefeito, o vice, o secretário de Saúde ao Ministério Público por improbidade - disse. - Vamos deixar de ser hipócritas. É muita hipocrisia - frisou. O engano acarretou a suspensão da técnica de enfermagem que aplicou a dose por engano e uma sindicância foi aberta. 

> Educação domiciliar vai virar lei no estado

Salvaro reforçou os elogios à equipe, pelo desempenho na campanha de imunização até aqui em Criciúma. - Vocês têm meu apoio - disse ao secretário Acélio, dirigindo-se aos servidores da saúde. 

O prefeito lembrou, ainda, que não há vacinas contra Covid para menores de 12 anos autorizadas no Brasil. - Os Estados Unidos já estão vacinando nessa faixa etária e logo isso vai chegar aqui - sublinhou. 

Os números em Criciúma

Para o prefeito, o problema sério da campanha de vacinação é a ausência de quem já deveria ter se imunizado. Os números seguem elevados em Criciúma. - São 4 mil pessoas que não tomaram nem a primeira dose, são mais de 10 mil pessoas que não voltaram para a segunda dose - enumerou.

Em Criciúma já foram aplicadas 311.445 doses de vacinas contra a Covid-19. Foram 164.412 primeiras doses, 127.733 segundas doses, 7.212 doses únicas e 12.088 doses de reforço. A cidade conta com 22 internados, 19 com o diagnóstico confirmado para Covid e, desses, 10 estão em leitos de UTI e, dos nove residentes de Criciúma que estão hospitalizados, quatro não se vacinaram.

Criciúma está hoje com 64 casos ativos, são 38.781 confirmados e 38.060 curados, além de 657 óbitos registrados por complicações do coronavírus desde o início da pandemia.

Leia também:

> Criciúma envolvido na rodada das "malas brancas"

> Falta de respostas do IGP resulta na libertação de 14 presos em Criciúma

Denis Luciano

Colunista

Denis Luciano

Jornalista com longa experiência no rádio e no digital, Denis Luciano aborda os principais assuntos do Sul catarinense, uma das regiões mais relevantes no Estado.

siga Denis Luciano

Denis Luciano

Colunista

Denis Luciano

Jornalista com longa experiência no rádio e no digital, Denis Luciano aborda os principais assuntos do Sul catarinense, uma das regiões mais relevantes no Estado.

siga Denis Luciano

Mais colunistas

    Mais colunistas