Heróis Floripa, esse é nome do grupo que posa na foto que ilustra esse desenrolo bacana. Desde que foi montada, a equipe participa de festas e eventos infantis e, também, de ações voluntárias na região da Grande Florianópolis. 

Continua depois da publicidade

> Menino de oito anos raspa cabelo de seu médico após cirurgia no cérebro

> Saiba como receber notícias do NSC Total no WhatsApp

No último final de semana, a missão de fazer rir e entreter foi ainda mais especial. Eles estiveram na casa do amiguinho Caetano, ou, Cacá, se preferir, que tem uma doença rara chamada Cutis Laxa e, por conta disso, não pode caminhar e possui outras complicações que acompanham a doença. A família do amiguinho conseguiu, através de uma vaquinha online, um andador para ajudar no seu desenvolvimento e autonomia.

Mas foi num bate-papo com sua mãe que os heróis souberam da necessidade de uma piscina de 8 ou 10 mil litros que, segundo o seu médico, ajudaria muito em sua fisioterapia em casa e na espera pelos atendimentos clínicos, haja vista que a pandemia atrapalha as saídas e retrocede o seu desenvolvimento.

Continua depois da publicidade

> Vizinhos cuidam de lavoura no Sul de SC após família contrair coronavírus: “Não tem palavras para agradecer”

Por isso, rolou a visita dos Heróis, que não só se sensibilizaram com o pequeno Caetano, mas que também se engajaram na busca por recursos que garantam a piscina para o tratamento. Como esse cantinho existe para servir aos nossos, vou deixar o contato do Ismael, diretor e produtor do grupo Heróis Floripa: (48) 98418-8135.

Destaques do NSC Total