Florianópolis

publicidade

Eduarda Demeneck

Eduarda Demeneck

Eduarda Demeneck

Os principais acontecimentos de Lages e região.

Eduarda Demeneck

(Alvarélio Kurossu, Agencia RBS)

Lages monta abrigo para receber pessoas em situação de rua no inverno

Por Eduarda Demeneck

21/06/2018 - 04h15

Uma casa foi alugada pela Secretaria de Assistência Social e Habitação de Lages para receber população de rua durante o inverno.  Ela funcionará até setembro no antigo seminário Diocesano, na Avenida Papa João XXIII. Nela as pessoas em situação de rua serão abrigadas das 19h às 7h, e vão receber alimentação.  De acordo com a diretora do Serviço de Proteção Especial de Alta Complexidade, Jamile Araújo Yared, além de proteger a população das baixas temperaturas nessa época do ano, o espaço também tem o objetivo de assegurar o acolhimento imediato em condições dignas e de segurança, manter alojamentos provisórios, identificar perdas e danos ocorridos, cadastrar as pessoas nesta situação, inseri-las no Cadastro Único (CadÚnico), articular a rede de políticas públicas e redes sociais para que elas tenham acesso aos serviços públicos. Além dessa casa, que vai funcionar somente no período de inverno, a prefeitura também dispõe do Centro Pop, que atende durante o dia pessoas em situação de risco e até migrantes, fornecendo refeições, atendimento psicossocial e outras atividades.   Leia outras publicações de Eduarda Demeneck

Continuar lendo

Policial militar de SC está em vídeo machista feito na Rússia

Por Eduarda Demeneck

19/06/2018 - 10h22

As imagens estão circulando nas redes sociais do mundo. Um grupo de brasileiros gravou o vídeo desrespeitoso e machista com uma estrangeira. Entre os integrantes do grupo está o tenente Eduardo Nunes, que trabalha na PM em Lages e passa as férias na Rússia, durante esse período de Copa do Mundo. Ele está de camiseta branca na imagem acima.

Continuar lendo
(Reprodução)

Começa restauração do Mercado Público de Lages

Por Eduarda Demeneck

19/06/2018 - 03h00

Após 10 anos fechado, o Mercado Público Municipal de Lages está mais próximo de abrir as portas. Para isso, está passando por obras de restauração, reforma, revitalização e ampliação. O valor investido, de R$ 6,6 milhões, vem de recursos de um convênio com o governo do Estado. A praça de alimentação será ampliada e um auditório com palco para apresentações artísticas e culturais construído, ocupando a área de estacionamento. Os tradicionais boxes para a realização de feiras e vendas de produtos coloniais serão montados, além da instalação de restaurante, barbearia, lanchonete, peixaria e casa lotérica. – Esta restauração e ampliação tem toda a ideia original do projeto vencedor do concurso. Nossos técnicos fizeram as adequações necessárias e conseguimos melhorar e aperfeiçoar alguns detalhes – explica o secretário de Planejamento, Claiton Bortoluzzi. A restauração será feita com base no projeto dos arquitetos Vitor Zanatta e Vinicius Figueiredo. Eles foram vencedores do concurso realizado em 2012 para a escolha do projeto arquitetônico do Mercado Público. O Mercado Público de Lages foi interditado em abril de 2009 pela Defesa Civil por problemas estruturais.   Leia outras publicações de Eduarda Demeneck

Continuar lendo
Toninho Vieira / Divulgação

Lages terá mais opções de voo a partir de agosto

Por Eduarda Demeneck

18/06/2018 - 10h50

A partir de 6 de agosto, os voos regulares da companhia aérea Azul Linhas Áreas para Lages voltam a ocorrer em todos os dias da semana – menos aos sábados –, com chegada no Aeroporto Federal Antônio Correia Pinto de Macedo prevista para 14h50min, e partida para o Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), às 15h30min. Desde maio de 2017, o número de decolagens e pousos tinha sido reduzido para quatro semanais. Na época, a companhia disse que era em função das condições climáticas. Agora, com os voos por instrumento e com a resolução das pendências e não conformidades do aeroporto junto ao Segundo Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (Cindacta II) será possível retornar com as operações. O aeroporto é do município, mas administrado por uma empresa privada, a Infracea, vencedora de uma licitação.

Continuar lendo
(Dionata Costa/ Folha da Cidade SJ)

Canil municipal de São Joaquim é investigado pelo Ministério Público

Por Eduarda Demeneck

15/06/2018 - 03h00

Aproximadamente 60 cães vivem sem estrutura mínima, em casas onde as madeiras estão apodrecendo, no canil de São Joaquim, dentro do pátio da secretaria de obras do município. Alguns animais estão presos em coleiras curtas, e outros visivelmente sem cuidados. A única coisa que eles recebem é ração, paga pela prefeitura. O problema foi denunciado pela Associação Catarinense de Proteção aos Animais de São Joaquim ao Ministério Público. A 1ª Promotoria de Justiça da Comarca de São Joaquim instaurou um inquérito civil em outubro do ano passado, mas ele ainda está em fase de investigação. A prefeitura alega que o local é de responsabilidade da associação, mas afirma que um chamamento público deve ser feito nos próximos dias para destinar R$ 80 mil ao canil. O secretário do Meio Ambiente, Volney Junior, garantiu que verba existe, só falta legalidade para fazer o repasse. – O recurso que a gente tem hoje dentro desse projeto é mais para situações onde possamos fazer um trabalho de castração e melhorar as condições dos cachorros no local – afirma Volnei. Segundo o secretário, um decreto de 2011 passa a responsabilidade do canil para a associação. Mas, no texto o decreto apenas cede em comodato espaço para o confinamento de animais, e não deixa claro de quem é a responsabilidade. A associação diz que vale o artigo 225 da Constituição Federal, que dá ao Poder Público a tarefa de proteger a fauna, proibindo que os animais fiquem sujeitos à crueldade. O canil foi construído há 17 anos. Por falta de cuidados, muitos animais acabam morrendo, ossadas de cães são encontradas com facilidade no local. A veterinária voluntária da Associação, Ana Maria Borges, diz que no ano passado muitas mortes ocorreram porque os animais comeram comida mofada. – Teve algumas mortes e foi pro aflatoxina, por comida mofada. O acondicionamento da ração, como tá sendo a limpeza a higiene, tudo isso tá precário – afirma a veterinária.   Leia outras publicações de Eduarda Demeneck

Continuar lendo

Famílias ocupam canteiro de obras de barragem em Vargem, na Serra

Por Eduarda Demeneck

14/06/2018 - 03h50

Cerca de 50 famílias estão ocupando o canteiro de obras da barragem São Roque, no Rio Canoas, em Vargem, desde terça-feira. Elas alegam que não receberam as indenizações e que a empresa não está cumprindo com os acordos feitos em reuniões anteriores. O movimento Atingidos por Barragem alega que só deve sair do local quando as negociações avançarem. Entre as principais reivindicações estão a compra de terra para reassentamento e reconhecimento dos direitos negados. A obra, parada há dois anos, é de responsabilidade da empresa Engevix. De acordo com os manifestantes, cerca de 700 famílias têm propriedades que foram atingidas com a construção da barragem e estão com dificuldades para receber as indenizações. A obra da usina foi orçada em R$ 700 milhões, e 80% da construção está pronta.  Em nota, a Engevix diz que vem cumprindo programas ambientais e compromissos firmados com os atingidos. Novas realocações de pessoal devem ocorrer assim que novos recursos sejam obtidos para tal finalidade. A paralisação se deveu à necessidade de reestruturação financeira do grupo, a qual está em andamento, mantendo o projeto São Roque em carteira. A intenção é retomar as obras no prazo de três meses.    Leia outras publicações de Eduarda Demeneck

Continuar lendo
(Eduarda Demeneck, Diário Catarinense)

Passarela na BR-282 começa a ser erguida no fim de semana

Por Eduarda Demeneck

13/06/2018 - 06h00

Para atravessar a pé ou de bicicleta pelo trecho da BR-282, no perímetro urbano de Lages, é preciso muita atenção. O local foi duplicado em 2014, mas até hoje as passarelas para que a população tenha acesso aos bairros com segurança ficaram só na promessa. Agora, a previsão é de que as obras terão início. Sábado, a primeira das cinco passarelas previstas ao longo do trecho da BR-282 deve começar a ser colocada no Distrito de Índios. As outras quatro devem ficar prontas até janeiro de 2019. – Os projetos da segunda passarela, que seria do bairro Bates, e a quinta, no bairro São Franscisco, estão prontos, esperando a aprovação em Brasilia. As outras duas passarelas do Bairro Gethal e do Bairro Frei Rogério ainda dependem de desapropriação – explica Enio Spiker, Engenheiro do Dnit de Lages. Veja também: MDB vai decidir candidato ao governo na próxima segunda-feira   O valor que o governo federal está pagando para a empresa elaborar os projetos e executar os serviços é de R$ 5,7 milhões. Desde 2014, existe a previsão de construção das estruturas, mas erros em projetos acabaram adiando o inicio. No local, é comum os moradores se arriscarem passando de um lado para ou outro, em meio aos carros a mais de 50 km/h. A dona de casa, Antoniele Dutra precisa fazer a travessia com os três filhos para poder ter acesso a saúde. – Uma vez por mês, quando tenho que levar as crianças no postinho, faço esse trajeto, ou até mesmo se a gente precisa de alguma coisa do outro lado da BR, tem que passar por aqui. Dá medo, é muito perigoso, porque tem carro que não respeita, né? – comenta Antoniele. Por conta do perigo, só neste ano duas pessoas morreram. Um dos acidentes ocorreu na segunda-feira à noite. Moacir Klettenberg, de 57 anos, tentava atravessar quando foi atropelado por uma caminhonete e morreu na hora.     Leia outras publicações de Eduarda Demeneck

Continuar lendo
(GUTO KUERTEN, Agencia RBS)

São Joaquim recebe seminário sobre fruticultura em clima temperado

Por Eduarda Demeneck

12/06/2018 - 04h25

São Joaquim recebe desta terça-feira (12) até quinta o Seminário Nacional sobre Fruticultura de Clima Temperado (Senafrut). O evento, que está na 13ª edição, é considerado um dos maiores eventos técnicos na área da Fruticultura Brasileira. Serão mais de 20 palestras, com participantes brasileiros e internacionais para os cerca de mil participantes por dia esperados. Entre os temas abordados estão a comercialização e o mercado de frutas no Brasil, melhorias de qualidade da produção e na colheita e pós-colheita, fitossanidade, tecnologia e manejo de plantas. O seminário irá abordar, também, a vitivinicultura e a goiaba serrana. Estandes foram montados, no Centro de Eventos Newton Stélio Fontanella, onde ocorre o seminário. Mais de 50 empresas participam da exposição de produtos, serviços, máquinas e implementos. Serão expostos também resultados de mais de 220 trabalhos científicos inscritos no Senafrut. A intenção é trazer aos produtores e cooperativas experiências que ajudem no desenvolvimento da fruticultura. Atualmente, a região de São Joaquim é a maior produtora de maçã do Brasil, são colhidas em média por ano 400 mil toneladas da fruta. – Por meio do Senafrut é possível conhecer maior mecanização das práticas culturais, uso de técnicas e produtos mais modernos e eficientes nos pomares, diminuição dos custos de produção que proporcionem maior qualidade dos frutos e produtividade dos pomares e uma fruticultura mais eficiente e profissional – destaca o presidente da Comissão Organizadora, o gerente da Estação Experimental de São Joaquim, Marcelo Cruz de Liz. Para participar, os interessados tiveram que realizar uma inscrição. A partir desta terça, quem quiser ter acesso ao Senafrut pode realizar a inscrição direto no evento, no valor de R$ 100.   Leia outras publicações de Eduarda Demeneck

Continuar lendo
Semáforo

Semáforos passam a ser sincronizados em Lages

Por Eduarda Demeneck

11/06/2018 - 02h10

No total, 40 controladores de semáforos serão instalados em cruzamentos de ruas e avenidas de Lages. Uma empresa de São Paulo foi contratada pela prefeitura e tem um ano para executar o serviço. O sistema será integrado, e todos os semáforos serão controlados em uma central de operações. O fluxo dos equipamentos será sincronizado, podendo ser programado com tempos diferenciados ao longo do dia, principalmente nos horários de pico. Ou seja, todos os semáforos serão controlados por uma central de operações. A intenção, segundo a Secretaria de Planejamento, é melhorar a fluidez no trânsito. Atualmente, cada semáforo em Lages funciona em sistema isolado.   — A prefeitura também está contratando uma empresa que ficará responsável pela sinalização de trânsito. Além disso, estudos estão sendo desenvolvidos para elaboração do edital que irá regular a licitação de empresa responsável pelo funcionamento das lombadas eletrônicas. Tudo isso visa maior segurança para pedestres e motoristas, e melhor dinâmica da mobilidade urbana — conclui Claiton Bortoluzzi, secretário de Planejamento.  ​Leia outras publicações de Eduarda Demeneck​

Continuar lendo
(Mycchel Legnaghi, SJ Online)

Frio de inverno na Serra catarinense 

Por Eduarda Demeneck

09/06/2018 - 01h45

O frio transforma a paisagem e a rotina dos moradores da Serra. Na sexta-feira, quem esteve em Urupema e subiu no Morro das Torres pode sentir na pele a sensação térmica de -9 C, dado divulgado pela Central de Meteorologia NSC. Um fenômeno raro também se formou, o sincelo – que é o nevoeiro congelado ao tocar na superfície. A vegetação ficou com uma espessa camada de gelo, e o cenário ainda mais bonito. A cidade também registrou a temperatura mais baixa do Estado, -3 C. Nas ruas, turistas circularam em busca de cenários congelantes. Isso deixa o setor hoteleiro aquecido. Para este fim de semana, 70% dos leitos da região estão reservados. E para esse junho e julho, mês de férias escolares, a maioria dos hotéis e pousadas de cidades como Urupema, Urubici e São Joaquim está com a ocupação preenchida.   Leia outras publicações de Eduarda Demeneck

Continuar lendo
Exibir mais
Eduarda Demeneck

Eduarda Demeneck

Eduarda Demeneck

Os principais acontecimentos de Lages e região.

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Florianópolis
© 2017 NSC Comunicação
Florianópolis
© 2017 NSC Comunicação