nsc
    nsc

    Violência

    PM de folga entra em apartamento e agride mulheres com cassetete em Lages; veja vídeo

    Compartilhe

    Eduarda
    Por Eduarda Demeneck
    04/08/2020 - 08h12 - Atualizada em: 04/08/2020 - 10h33
    PM de folga agride mulheres com cassetete em Lages
    Gravação mostra policial agredindo mulheres em apartamento na cidade de Lages (Foto: Reprodução, NSC Total)

    Um policial militar de folga agrediu com um cassetete mulheres que estavam reunidas dentro de um apartamento em Lages, na Serra catarinense. Gravações em vídeo registraram a violência.

    Policiais agridem jovens durante atendimento a ocorrência em SC

    Um dos vídeos mostra o policial desferindo golpes no rosto, nas costas e nos braços das jovens. As agressões começam depois que uma mulher entra no apartamento e tenta tirar o celular de uma das jovens, que gravava a ação.

    Prefeito de Itajaí sugere aplicação de ozônio pelo reto para tratamento do coronavírus

    As imagens também mostram o policial discutindo com as mulheres e batendo com o cassetete diversas vezes sobre a mesa. A agressão em Lages também foi abordada pela colunista no Bom Dia Santa Catarina, da NSC TV.

    Segundo relatos, a discussão começou porque as mulheres comemoravam a aprovação de uma delas na faculdade. Quatro delas são moradoras do apartamento, e uma quinta jovem estava no local. O policial, que mora no mesmo prédio, teria ido até o apartamento porque estava incomodado com o barulho.

    > Painel do Coronavírus: veja em mapas e gráficos a evolução dos casos em SC

    Em nota, o comando da Polícia Militar em Lages declarou que, assim que ficou sabendo do caso, determinou a instauração de um procedimento correcional competente para a apuração.

    A PM disse ainda que o policial militar estava em afastamento regulamentar por causa da Covid-19, já que faz parte do grupo de risco, e que as ações ocorreram fora do âmbito profissional. A nota afirma ainda que o episódio se trata de um fato isolado, que não condiz com a formação dos policiais catarinenses, e ressalta que "não coaduna com qualquer conduta irregular, bem como violência contra a mulher".

    > Saiba como receber notícias do NSC Total no WhatsApp

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas