Apesar da pandemia, o Ágora Tech Parque, polo tecnológico baseado no Perini Business Park, em Joinville, teve expansão acima da esperada em 2021. O número de empresas e instituições em operação no complexo cresceu 147% no ano, passando de 38 para 94. Isso foi possível com a inauguração de dois prédios em março, o que aumentou a oferta de espaços. Neste ano, será lançado novo edifício, um investimento de R$ 25 milhões, para ser inaugurado em 2023.

Continua depois da publicidade

> Receba as principais informações de Santa Catarina pelo WhatsApp

De acordo com o CEO do Grupo Perini na América Latina, Marcelo Hack, o projeto total do Ágora Tech Park é de oito prédios, com expansão gradativa em mais seis anos e inaugurações sempre em anos ímpares. No ano passado foi uma exceção inaugurar dois, porque além do MOB surgiu o Ágora DAT, dedicado somente ao datacenter Tier III para armazenamento de dados.

– O crescimento que alcançamos acho que está até melhor do que a gente esperava. Temos experiência muito forte do mundo imobiliário, mas em projeto de inovação somos jovens nesse contexto. Acredito que o projeto, hoje, está um pouquinho melhor do que a gente poderia imaginar dentro de um cenário conservador para otimista – avalia Marcelo Hack.

Segundo ele, a preocupação, nas inaugurações em março do ano passado, era sobre o fato de empresas de tecnologia terem muita facilidade para fazer home office em função da pandemia. Algumas até cancelaram contratos. Mas a surpresa no final de 2021 foi a ocupação quase total do Ágora MOB, com apenas três espaços vagos.

Continua depois da publicidade

O perfil das 27 empresas ocupantes do novo prédio não surpreendeu. São empresas de tecnologia locais, unidades de inovação de grandes indústrias, um polo de saúde e uma área de gastronomia. Um exemplo é a Schulz, fabricante de compressores e autopeças, uma das bilionárias de Joinville. Ela tem dois projetos no Link Lab da Acate, uma unidade de fomento à inovação no Ágora Hub e um laboratório de análise de ruído no MOB.

A Krona tem uma indústria 4.0 para plásticos no Perini e o Korna Lab no Ágora. Também estão no mesmo endereço as empresas de tecnologia Transfeera, Avell e Sanhkya, além da Rôgga Empreendimentos, considerada uma das construtoras mais tecnológicas do Sul do país, observa Marcelo Hack.

O Ágora Health, espaço voltado ao setor de saúde no MOB, vai ganhar mais uma empresa de referência. O Hospital Dona Helena vai instalar um centro de inovação em cerca de três meses. Já funcionam no local a farmácia inteligente do grupo Clamed, dono das redes Preço Popular e Drogaria Catarinense, e a Smart Clinic de oftalmologia, do Hospital Sadalla Amin Ghanem e Grupo Opty. Essa unidade é pioneira no Brasil na definição de lentes com graus específicos, como 3,57 ao invés de 3,5, por exemplo.

O prédio-sede do parque privado, o Ágora Hub, tem 32 operações, em especial as mais institucionais. Estão lá os escritórios da Acate, Fiesc, Sebrae, Associação Brasileira de Internet Industrial (ABII), incubadora Softville Ágora e coworking Ágora Share.

Continua depois da publicidade

A expectativa é de crescimento neste ano e nos próximos. Por isso a série de edifícios programados. Além do Ágora, Joinville tem outros espaços com empresas de tecnologia.

Destaques do NSC Total