Santa Catarina fechou setembro com a melhor arrecadação do ano pelo governo estadual. O resultado chegou a R$ 3,9 bilhões, com crescimento real de 9,2% frente ao mesmo mês de 2022, considerando o desconto da inflação acumulada de 4,6% pelo IPCA. O crescimento nominal (sem descontar a inflação), alcançou 14,2% também frente a setembro do ano passado. As informações são da Secretaria de Estado da Fazenda (SEF).

Continua depois da publicidade

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

Os dados mostram que a economia catarinense, mais uma vez, ganha ritmo maior no segundo semestre do ano e avança mais do que a média do país.

Os dois primeiros meses preocuparam mais o governo por apresentarem resultado real negativo. Depois, o crescimento real foi gradativo como mostram os números: janeiro (-4,4%), fevereiro (-4,4%), março (+0,6%), abril (+1,2%), maio (+2,7%), junho (+5%), julho (+6,7%), agosto (+8,1%) e setembro (+9,2%).


– Santa Catarina continua crescendo com muita determinação e responsabilidade. Estamos atraindo investimentos e superando as dificuldades com ações que favorecem quem gera emprego e renda em nosso Estado. Vamos continuar promovendo o desenvolvimento sem aumento de impostos para os catarinenses – avalia o governador Jorginho Mello (PL).

Continua depois da publicidade

Em setembro, os grupos setoriais que mais contribuíram para o crescimento da arrecadação em SC foram os combustíveis, com alta nominal de 49,4% frente ao mesmo mês de 2022; metalmecânico (34,3%); e grandes redes de varejo (22,8%). O setor que segue com receita negativa é o de telecomunicações, ainda em função da redução da alíquota de ICMS de 25% para 17%.

A Fazenda explica que a alta expressiva da arrecadação com os combustíveis resulta do crescimento do consumo e do novo sistema de tributação monofásico do ICMS, isto é, valores fixos para gasolina, diesel e etanol. Como os valores são fixos, as últimas altas nos preços ao consumidor não estão resultando em mais imposto ao contribuinte.

Quem está animado também com os resultados é o secretário de Estado da Fazenda, Cleverson Siewert. Ele acredita que esse melhor nível de arrecadação vai permitir alcançar o crescimento real estimado de 4% a 5% para este ano. Até setembro, a arrecadação somou R$ 34,1 bilhões, com crescimento real de 2,7%.  

– Ainda estamos convivendo com um cenário macroeconômico desafiador, mas os números mostram que Santa Catarina deve continuar numa curva animadora de crescimento. Com uma política fiscal séria e sob a liderança do governador Jorginho Mello, seguimos trabalhando para reduzir a burocracia e fortalecer nosso setor produtivo, o que certamente vai se refletir em indicadores positivos para a economia catarinense – destaca Siewert.

Continua depois da publicidade

Para o secretário, três fatos ajudam a impulsionar a arrecadação maior do Estado: a diversificação econômica, a capacidade produtiva e também medidas do Plano de Ajuste Fiscal de Santa Catarina (Pafisc), que foram implantadas. Segundo ele, as medidas do plano trazem mais segurança jurídica e fiscal aos investidores, o que atrai mais negócios ao Estado.  

Arrecadação de ICMS

Principal tributo do Estado, o ICMS gerou arrecadação de R$ 3,1 bilhões em setembro. O crescimento real ficou em 13% frente ao mesmo mês do ano passado. Mas como a arrecadação do governo federal foi pior, o caixa do Estado recebeu 10,2% a menos transferências tributárias federais, relativas ao Fundo de Participação dos Estados e Imposto sobre Produtos Industrializados.

Apesar da maior arrecadação, a Fazenda catarinense segue em estado de alerta. Isso porque, para fechar bem as contas, mira o crescimento real de 4% a 5% da receita até dezembro.

Publicidade

Além de muita informação relevante, o NSC Total e os outros veículos líderes de audiência da NSC são uma excelente ferramenta de comunicação para as marcas que querem crescer e conquistar mais clientes. Acompanhe as novidades e saiba como alavancar as suas vendas em Negócios SC

Continua depois da publicidade

Leia também:

Chinesa GWM ganha primeira concessionária de carros eletrificados em SC

Cidades de SC lideram alta nos preços de preços de imóveis para venda em 12 meses

Floripa Conecta gera receita superior a R$ 100 milhões e inicia projeção internacional

Empresa Fever é lançada para acelerar logística sustentável

Folha salarial do governo de SC deve crescer R$ 1,1 bilhão em 2023

Senado aprova projeto que limita juro do rotativo do cartão de crédito

Comitiva da Fiesc visita BID, Bird e embaixada do Brasil nos EUA

Rede atacadista anuncia expansão para RS; veja cidades

Destaques do NSC Total