nsc
    nsc

    Expansão

    Atacadista inaugura loja em Florianópolis e projeta crescer 22,5% este ano

    Compartilhe

    Estela
    Por Estela Benetti
    14/10/2020 - 06h35
    O vice-presidente de Mercado do Grupo Pereira, João Pereira, e o presidente Beto Pereira
    O vice-presidente de Mercado do Grupo Pereira, João Pereira, e o presidente Beto Pereira na nova loja no norte da Ilha de SC (Foto: Davi Paes Lima, Divulgação)

    O supermercado mais moderno da rede Fort Atacadista abre ao público nesta quarta-feira (14), no Norte da Ilha de SC, em Florianópolis. Com investimento de R$ 50 milhões e 240 empregos diretos, é a 29ª unidade da rede em Santa Catarina. O Grupo Pereira, de Itajaí, dono das redes Fort e Comper e o quinto maior do setor no país, projeta fechar este ano da pandemia com faturamento 22,5% maior que em 2019, impulsionado pelo maior consumo das famílias no isolamento social e aumento do número de lojas.

    Em função da Covid-19, a empresa segue os protocolos das autoridades de saúde. Por isso, a inauguração da unidade foi realizada na noite desta terça-feira, em cerimônia restrita a acionistas e executivos, incluindo a tradicional bênção por um padre. Participaram o presidente do Grupo, Beto Pereira e os vice-presidentes de Mercado, João Pereira; de Patrimônio, Manoel Pereira; e de Expansão, Inácio Pereira.

    Plataforma Enlizt, de SC, adquire duas startups e estreia recrutamento nos EUA

    É a terceira unidade inaugurada este ano pela rede Fort. Já foram abertas lojas em São Bento do Sul e Balneário Camboriú. As próximas serão em Blumenau dia 12 de novembro, e de Navegantes em 2 de dezembro. De acordo com o vice-presidente de Mercado, João Pereira, os investimentos de R$ 240 milhões previstos para este ano serão todos executados. Além das unidades em SC, estão sendo feitas reformas de lojas no Mato Grosso. Os planos para 2021 ainda não estão definidos, mas o ritmo de expansão vai continuar. 

    Incluindo a rede Comper e negócios na área de atacado, o grupo soma 81 unidades de negócios no Brasil, com presença também em São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e Distrito Federal. Pelo tamanho, já se tornou o principal cliente de muitas indústrias fornecedoras ao setor. Conforme João Pereira, a pandemia aumentou o consumo de itens de supermercado, chegando a causar falta ou atraso na entrega de alguns itens ou linhas.

    - Para o setor de alimentos e prestação de serviços de supermercados a pandemia acelerou muito a demanda. As pessoas ficaram mais em casa, consumiram mais e foram mais em supermercados. Tanto que algumas categorias estão com dificuldades para reposição por falta de produtos ou de embalagens em função da alta demanda dos últimos meses. A gente espera que isso vá se normalizar para janeiro ou fevereiro do ano que vem – afirma João Pereira.

    Segundo ele, as dificuldades ocorrem mais no fornecimento de cervejas, atomatados (molhos de tomate, ketchup e outros) e conservas em geral. A indústria de biscoitos também está com problemas para produzir. Há falta por dificuldades de importação de trigo ou escassez de embalagens.

    A nova unidade do Fort Atacadista, situada às margens da SC-401, conta com 6 mil metros de área para vendas, 32 caixas, mix de 11 mil produtos, açougue, além de ampla oferta de frutas, verduras e outros itens perecíveis. Além das 240 vagas diretas, a nova unidade gerou mais de 150 empregos indiretos fixos. Ao todo, o grupo emprega diretamente mais de 5 mil pessoas em Santa Catarina. Em breve, será inaugurada junto à unidade uma farmácia da rede própria SempreFort.

    Mais colunistas

      Mais colunistas