A Celesc, empresa de energia do Estado de Santa Catarina, encerrou 2019 com investimento recorde na Divisão de Pesquisa & Desenvolvimento e Eficiência Energética. Foram R$ 113 milhões, dos quais R$ 61 milhões em eficiência e R$ 52 milhões em P&D. Segundo a companhia, esse foi o maior valor destinado para essa divisão desde que foi criada pela empresa, no ano 2000.

Continua depois da publicidade

Um dos principais projetos que receberam recursos foi a 6ª edição do Bônus Eficiente – Linha Eletrodomésticos, dentro do Programa de Eficiência Energética (EE). Por meio desse programa, a Celesc oferece descontos de 50% na troca de eletrodomésticos antigos por novos, que gastam bem menos energia por serem mais avançados tecnologicamente e portarem selo Procel indicando a economia alcançada.

Junto, a companhia também incentivou a troca de lâmpadas comuns, incandescentes, e também fluorescentes por unidades de LED, que duram até 50 mil horas e consomem até 70% menos energia.

Outros projetos na área de eficiência energética são a 3ª edição do Banho de Energia e a 5ª edição do Energia do Bem. O primeiro oferece sistema que permite usar o calor do fogão a lenha para aquecer água para banho.

O segundo substitui equipamentos elétricos e lâmpadas por itens mais eficientes para famílias de baixa renda.

Continua depois da publicidade

Além disso, a Celesc, por meio de chamada pública, está desenvolvendo projetos de substituição de lâmpadas públicas ineficientes por unidades de LED, que gastam menos energia. Os municípios contemplados são Campos Novos, Itá, Santo Amaro da Imperatriz, Pomerode, Modelo, Caçador e Fraiburgo.

Destaques do NSC Total