nsc
nsc

Novos mercados

Cervejarias de SC participam de rodada internacional para expandir exportações

Compartilhe

Estela
Por Estela Benetti
13/07/2021 - 09h32
Cervejarias de SC participam de rodada internacional para expandir exportações
Cervejarias de SC participam de rodada internacional para expandir exportações (Foto: Kairós, Divulgação)

Empresas que exportam para diversos países são mais sólidas e competitivas. É com base nessas premissas que 13 cervejarias catarinenses vão participar, de 19 a 23 deste mês, da maior rodada internacional do setor cervejeiro, uma iniciativa do programa Go to Market 2021, do Sebrae/SC em parceria com a Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc). Também participarão do evento 12 importadores de quatro países da América Latina: Argentina, Uruguai, Paraguai e Peru.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina no WhatsApp

Bebida alcoólica mais consumida no Brasil, a cerveja foi um dos produtos que impulsionaram as vendas on-line do segmento em 93,9% durante a pandemia. Santa Catarina está em quarto lugar no ranking dos estados maiores produtores de cervejas, chopes e malte e tem tradição em qualidade. Levantamento de 2017 apurou que o Estado tinha 78 cervejarias cadastradas no Ministério de Agricultura e Pecuária, a quarta maior participação do país.

O programa Go to Market 2021 conta com a participação de 20 cervejarias do Estado. Dessas, 18 estão fazendo um processo de consultoria para precificação, licenças necessárias, rótulos e embalagens e vão participar dessa rodada com a possiblidade de prospecção de parceiros no mercado internacional. Segundo o gerente de internacionalização do Sebrae/SC, Filipe Gallotti, essas empresas se sentem preparadas para avançar no mercado externo e a principal base para essa confiança está na qualidade.

- A gente está acompanhando o mercado, principalmente competitividade, quando se fala em internacionalização. A gente viu que as cervejarias catarinenses têm custos que podem ser melhorados, mas principalmente o histórico da qualidade das nossas produções dá essa confiança para crescer lá fora – diz Filipe Gallotti.

O executivo cita o caso da cervejaria Big John, de Descanso, no Oeste catarinense. Ela lançou a cerveja Helles Munich e tem uma cervejaria parceira na Alemanha, que venderá esse produto lá. Essa conquista foi baseada na qualidade do produto. Outra que participará da rodada é a cervejaria Kairós, de Florianópolis. Ela sempre vendeu na região, mas decidiu participar do programa Go to Market para identificar novas oportunidades futuras.

- Nessa nossa primeira rodada, vamos olhar um pouco o Mercosul. As pessoas sempre olham Estados Unidos e Europa na hora de exportar, mas temos que olhar os países vizinhos para explorar, para validar esses mercados. As cervejarias que conseguirem colocar seus produtos fora do país gera um reconhecimento nacional. É importante a pessoa que aprecia cerveja no Brasil saber que aquele produto está, também, no mercado internacional – diz Gallotti.

A rodada internacional é uma iniciativa do Sebrae, tendo como parceiras as empresas Father Gestão Internacional, que é promotora, e a Ablutec. As cervejarias que participam do Go to Market também recebem apoio para participar dos concursos e eventos nacionais do setor, em especial os de Santa Catarina.

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Mais colunistas

    Mais colunistas