nsc
    nsc

    Evento virtual

    Com Exposuper virtual, supermercadistas de SC reforçam protagonismo em inovação

    Compartilhe

    Estela
    Por Estela Benetti
    20/10/2020 - 16h58
    O presidente da Acats, Paulo Cesar Lopes, na abertura
    O presidente da Acats, Paulo Cesar Lopes, na abertura da Exposuper Acats On-line (Foto: Reprodução, divulgação)

    A Exposuper Acats On-line, que teve início na manhã desta terça-feira com modelo inédito de convenção e feira de negócios totalmente virtuais, reforça o protagonismo do setor supermercadista de Santa Catarina em inovação, tanto no uso de tecnologias, quanto na articulação de negócios. O presidente da Associação Catarinense de Supermercados (Acats), Paulo Cesar Lopes, afirmou na abertura do evento que essa foi uma das iniciativas do setor para seguir trabalhando enquanto cuida da saúde das pessoas frente à Covid-19. 

    Estandes virtuais são fato novo na Exposuper

    "Temos que contratar corações no século 21", diz especialista em gestão empresarial

    - A Acats trabalhou neste modelo de evento para reaglutinar as principais forças econômicas do segmento supermercadista, visando manter a relação comercial entre o varejo e fornecedores e também levar conhecimento às empresas e aos profissionais que nelas atuam. E, mais uma vez, nos vem a certeza de que foi uma decisão acertada – afirmou Paulo Cesar Lopes, ao destacar a adesão de grandes fornecedores do setor e palestrantes de renome. 

    Vendas online em supermercados dobraram no Brasil durante a pandemia

    A expectativa é de que o modelo da feira on-line da Exposuper seja adotado por outras associações supermercadistas do Brasil e, também, em eventos virtuais de outros setores econômicos. A propósito, essa não é a primeira inovação do setor que vai além de Santa Catarina.

    A entidade foi pioneira na implantação de sistema digital de rastreamento de verduras, legumes e frutas que está sendo adotado em outros estados por empresa de tecnologia catarinense, com o incentivo da Associação Brasileira de Supermercados (Abras). Outro exemplo é o cadastro digital de produtos de supermercados com imagem em 3D. Essa tecnologia de empresa do Estado foi difundida no Brasil pelo setor e agora está disponível para mais de 60 países.

    Também é referência a parceria com a agricultura familiar para venda direta aos supermercados das respectivas regiões. Com apoio da Secretaria de Estado da Agricultura, produtores recebem assistência técnica da Epagri e conseguem aprimorar suas produções, num ciclo virtuoso de maior geração de renda, redução de impacto ambiental e melhoria da saúde dos consumidores. A agricultura familiar, com mais de 40 produtores, é um destaque da feira virtual, observou o presidente da Acats.

    O empresário falou também sobre o grande desafio que foi ser um dos setores mais essenciais para as pessoas desde o início da pandemia, há sete meses. Segundo ele, a segurança dos públicos que interagem com o setor, segundo as normas das autoridades de saúde, ganhou prioridade máxima, o que continua enquanto não houver cura para a doença.

    - O setor supermercadista foi seguramente um dos mais afetados, não pelo lado do fechamento, mas pela necessidade de continuar operando como setor essencial, com todas as normas de segurança sanitária e expondo seus profissionais na linha de frente de atendimento – afirmou Paulo Cesar Lopes.

    Segundo o empresário, a Covid-19 acelerou o uso de tecnologias digitais e isso vai continuar, tanto na atuação das empresas ao atender os consumidores, quanto nas atividades da Acats. A próxima Exposuper presencial será em junho do ano que vem, mas deverá ter versão on-line. Paulo Cesar Lopes recomentou aos empresários acompanharem as palestras da convenção da Exposuper On-line, que oferecem conhecimento estratégico para que possam melhor administrar seus negócios.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas