nsc
nsc

Pesquisa do IBGE

Comércio de SC cresce 1,6% em agosto; itens para casa puxam alta

Compartilhe

Estela
Por Estela Benetti
09/10/2020 - 08h58
Movimento no calçadão do Centro de Florianópolis
Movimento no calçadão do Centro de Florianópolis (Foto: Diorgenes Pandini)

O comércio de Santa Catarina fechou o mês de agosto com crescimento de 1,6% no volume de vendas frente ao mês anterior e alta de 10% na comparação com o mesmo mês do ano passado. Os dados são da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) do IBGE, que apurou também crescimento de 4,2% no acumulado do ano e de 6,2% nos últimos 12 meses. Itens para casa, como móveis, eletros e supermercados puxaram a alta do mês.

Produção industrial de SC cresce 6% em agosto

No varejo ampliado, que inclui veículos e materiais de construção, SC cresceu 3,6% em agosto frente ao mês anterior, teve alta de 7,1% na comparação com o mesmo mês do ano passado, caiu -0,1% no acumulado do ano e cresceu 4,1% em 12 meses. O comércio brasileiro, em volume de vendas no mês de agosto teve alta de 3,4% frente ao mês anterior, cresceu 6,1% na comparação com agosto de 2019, recuou -0,9% na média do ano e cresceu 0,5% em 12 meses.

Em Santa Catarina, os grupos de produtos que mais subiram em agosto frente ao mesmo mês do ano passado foram móveis, com alta de 45,2%, seguido por materiais de construção (25,2%), eletros (19,4%), supermercados e hipermercados (18,6%), tecidos e vestuário (9,6%) e artigos farmacêuticos (6,2%).

As maiores quedas ocorreram em equipamentos para escritório e informática (-50,6%), seguidos por livros, jornais e revistas (-39,2%), combustíveis e lubrificantes (-9,9%) e veículos e peças (-3,5%).

Os números gerais apontam que o comércio catarinense é um dos mais dinâmicos do país nessa recuperação. Tem apresentado resultados variados a cada mês, incluindo alguns negativos, mas se considerarmos o acumulado dos últimos 12 meses, SC tem o terceiro melhor resultado do Brasil e muito próximo dos dois líderes. Nessa comparação, o Amazonas lidera com alta acumulada de 6,9%, seguido pelo Pará com 6,3% e SC com 6,2%.

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Mais colunistas

    Mais colunistas