nsc
nsc

Análise

Consumidor de SC tem menos dívidas e feirão dará desconto a inadimplentes

Compartilhe

Estela
Por Estela Benetti
16/04/2021 - 11h11 - Atualizada em: 16/04/2021 - 11h14
Galeria no Centro de Florianópolis
Galeria no Centro de Florianópolis (Foto: Diorgenes Pandini)

O consumidor catarinense está menos endividado, o que mostra potencial para comprar mais. Mas a Federação das CDLs do Estado (FCDL-SC) acredita que enquanto durar a pandemia haverá cautela nas decisões de consumo e vai realizar um feirão com descontos para dívidas em atraso.

Levantamento realizado em março pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), apurou que a inadimplência do varejo catarinense está em 13,89%, um pouco menor do que os 14,32% do mesmo mês do ano passado. Esse dado inclui principalmente empresas ligadas ao setor lojista de confecções, calçados e outros itens em todo o Estado. São relativos a dívidas com pelo menos três meses de atraso.

Vendas do comércio de SC ficam estáveis em fevereiro, mostra IBGE

A Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidro (Peic) de março, realizada pela Fecomércio-SC, que é mais abrangente e ouve os consumidores, mostra uma situação melhor. Segundo ela, em março do ano passado, 51,5% das famílias de Santa Catarina estavam com dívidas. Essa média caiu para 42,1% no mês passado. A Peic mostrou também que 10,1% estavam com dívidas em atraso e 4,6% informaram que não teriam condições de pagar o débito.

Na média brasileira, a mesma pesquisa apurou que 67,3% das famílias estavam com dívidas no mês passado, 24,4% estavam com valores em atraso e 10,5% informaram que não teriam condições de pagar.

A situação de Santa Catarina é considerada um ponto fora da curva frente ao Brasil. Isso porque o Estado tem a menor taxa de desemprego do país, o que influi diretamente no equilíbrio das contas familiares. A última pesquisa do IBGE, de dezembro de 2020, apurou que o desemprego atingia 5,3% em SC, enquanto no país estava mais que o dobro disso. No segundo semestre do ano passado, a inadimplência registrada pelos lojistas de SC foi ainda menor porque famílias tiveram o auxílio emergencial de maior valor. Além disso, trabalhadores empregados contaram com o 13º salário para pagar dívidas, observou o gerente comercial da FCDL/SC, Valdemir Manoel da Silva.

A FCDL vai aproveitar o início do segundo semestre deste ano para cobrar devedores. Fará de 29 de julho a 7 de agosto o “Feirão SPC Regulariza Seu Nome”, que atenderá o público nas sedes das CDLs de cada cidade do Estado. Para participar, as empresas terão que se cadastrar no sistema da federação e oferecer um desconto de no mínimo 50% dos juros e multas. O objetivo é oferecer uma oportunidade para negociar débito com valor menor e tirar o nome da lista de devedores.

O varejo é um dos setores que apostam numa recuperação de vendas mais vigorosa no segundo semestre do ano. O avanço da vacinação será uma das razões para as pessoas terem mais confiança para sair de casa. 

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Mais colunistas

    Mais colunistas