nsc
nsc

Dia Internacional do Cooperativismo

Cooperativismo, a união que viabiliza receitas bilionárias

Compartilhe

Estela
Por Estela Benetti
03/07/2021 - 13h36 - Atualizada em: 09/07/2021 - 08h55
Dos mais de 3 milhões de catarinenses associados de cooperativas, 40,55% são mulhere
Dos mais de 3 milhões de catarinenses associados de cooperativas, 40,55% são mulheres (Foto: Wenderson Araujo, CNA, Divulgação)

Modelo econômico que viabiliza união e cooperação para alcançar melhores resultados, o cooperativismo chega neste sábado aos 99 anos de atuação no mundo com muitas razões para comemorar. Entre os que reverenciam o Dia Internacional do Cooperativismo está o polo cooperativo de Santa Catarina, onde o setor fechou 2020 com receita operacional bruta de R$ 49,8 bilhões, crescimento de 23,3% frente ao ano anterior em plena pandemia; com destaque maior ao agronegócio, que respondeu por 69,2% do total.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina no WhatsApp

O número de associados chegou a 3.021.094 no Estado, com crescimento de 11,6% em 2020. Considerando que a maioria dos sócios são chefes de família, significa que mais da metade das famílias do Estado – que tem população estimada em 7,2 milhões de habitantes – integra o sistema cooperativo, principalmente nos setores de crédito, agropecuária e saúde. O sistema também tem cooperativas de serviços, consumo, infraestrutura, transporte e educação.

O crescimento também impactou positivamente no número de empregos diretos nas empresas do setor. No ano passado, foram criadas 5.546 novas vagas formais, que resultaram em acréscimo de 8,2% no total. O setor fechou o ano com 73.332 postos de trabalho diretos.

O agronegócio, que tem a base mais antiga e sólida, ganhou participação com faturamento de R$ 34,4 bilhões, crescimento de 34% no ano e contratação de 4.950 novos trabalhadores. Esse setor é um exemplo de como a união difunde o progresso. Pequenos produtores de aves e suínos só conseguem vender seus produtos com qualidade e escala em cerca de 80 países porque estão associados em cooperativas.

Em SC, a exemplo do Brasil, o sistema também abre portas para milhares de empresários, produtores e trabalhadores que querem ser sócios do próprio banco. As cooperativas de crédito são as que mais atraem associados que já somam mais de 2,2 milhões de cooperados no Estado. Os dados são da Organização das Cooperativas de Santa Catarina (Ocesc), que registra também 382 mil associados em cooperativas de energia elétrica, 320 mil de consumo e 73,5 mil de organizações agropecuárias.

De acordo com o presidente da Ocesc, Luiz Vicente Suzin, o setor segue investindo, qualificando colaboradores, dirigentes e associados. O presidente do Sicoob SC/RS, Rui Schneider da Silva, avalia que este dia internacional é uma oportunidade para valorizar um modelo que gerido pelos próprios cooperados, mostrou ser eficaz para superar crises e promover desenvolvimento.

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Mais colunistas

    Mais colunistas