nsc
nsc

Opinião

Dia das Crianças: presentes para o momento atual e para o futuro

Compartilhe

Estela
Por Estela Benetti
11/10/2021 - 13h09 - Atualizada em: 11/10/2021 - 19h03
Um dos centros comerciais com atividades para o Dia das Crianças e o Jurerê Open Shopping, em Florianópolis
Um dos centros comerciais com atividades para o Dia das Crianças é o Jurerê Open Shopping, em Florianópolis (Foto: Jurerê Open Shopping, Divulgação)

O Dia das Crianças, 12 de outubro, é uma data especial que envolve para a maioria das famílias o desafio de presentear para o momento atual e reflexões sobre “presentes” para construir o futuro. Isso inclui produtos, serviços e principalmente tempo de dedicação, com ênfase para a educação. 

> Saiba como receber notícias do NSC Total no WhatsApp

Pela segunda vez, a data é afetada pela pandemia. Os impactos maiores este ano são em função da necessidade, ainda, de um certo distanciamento social e também pela crise econômica que corrói o bolso das famílias devido à inflação alta e desemprego de mais de 14 milhões de brasileiros.

Em Santa Catarina, a pesquisa de intenção de compras para a data, feita pela Fecomércio, apurou que o valor médio do presente ficará em R$ 196,82. Isso significa 13,80% mais do que no ano passado e acima da variação da inflação dos últimos 12 meses.

Os preços dos presentes mais procurados na data, apurados pela Fecomércio, tiveram variações diferentes nos últimos 12 meses. Brinquedos subiram em média 4%, vestuário e calçados 7% e brinquedos eletrônicos 12,44%. Para essa pesquisa, foram ouvidos 1.126 consumidores nas maiores cidades do Estado. Do total de entrevistados, 25% informaram que estão numa situação financeira pior do que em 2020. 

Mas outro levantamento, nacional, feito pela operadora de celular TIM junto a 200 mil dos seus clientes, apurou situação mais difícil. Mostrou que 75% dos que pretendiam comprar presente para o Dia das Crianças informaram que a pandemia afetou suas expectativas, 42% disseram que gastariam até R$ 100, um terço comprariam pela internet, 11% gastariam mais de R$ 800 e 6% revelaram que fariam o próprio presente para a data.

Dentro dessa opção de fazer o próprio presente, vale destacar que, na maioria das vezes, não é necessário um desembolso financeiro dos pais para presentear os filhos. É preciso dedicação de tempo, com vivências positivas, sendo firmes no acompanhamento dos estudos das crianças, estabelecendo horário diário para estudar porque o estudo é o trabalho dos pequenos.

Afinal, os pais são os responsáveis para preparar os filhos para o futuro, o que significa formar esses cidadãos para os próximos 70 a 100 anos. Por isso é preciso amor, dedicação e firmeza. O Dia das Crianças é uma data para festejar, seguir a tradição de presentear, mas também para os adultos refletirem sobre como estão enfrentando o desafio de educar.

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Mais colunistas

    Mais colunistas