nsc
nsc

Atividade econômica

Economia de SC cresce 0,56% em abril, mostra prévia do PIB

Compartilhe

Estela
Por Estela Benetti
18/06/2021 - 11h22 - Atualizada em: 19/06/2021 - 06h22
Exportação de partes de motores é uma das atividades em alta em SC
Exportação de partes de motores é uma das atividades em alta em SC (Foto: Tupy, Divulgação)

Santa Catarina fechou abril com crescimento de 0,56% frente a março, na série com ajuste sazonal, segundo o Índice de Atividade Econômica Regional (IBCR-SC), apurado pelo Banco Central e considerado uma prévia do Produto Interno Bruto (PIB). O desempenho do Estado foi o terceiro melhor do país, atrás do Amazonas e do Rio Grande do Sul. Frente a abril do ano passado, mês em que a economia de SC ficou quase parada em função do isolamento social, o crescimento chegou a 16,83%.

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

No acumulado de 12 meses, o Estado teve um crescimento de 2,2% enquanto o Brasil, no mesmo indicador, teve um recuo de 1,2%. O cálculo do IBCR considera as atividades de agropecuária, indústria, comércio e serviços e os impostos sobre os produtos. Segundo analistas do Obsevatório Fiesc, esse indicador também é considerado nas análises para o Banco Central decidir a taxa básica de juros Selic.

A Região Sul cresceu 0,97% em abril na comparação com março e 19,10% frente ao mesmo mês do ano passado. O Brasil teve alta de 0,44% ante o mês de março e de 15,92% em relação a abril de 2020. Diversos indicadores apontam que a atividade econômica catarinense será maior do que a Brasileira este ano. O IBCR-SC, de certa forma, resume esse resultado.

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Mais colunistas

    Mais colunistas