nsc
nsc

Saúde digital

Empresa de software das Unimeds de SC, healthtech cresce 60% e muda marca

Compartilhe

Estela
Por Estela Benetti
13/08/2021 - 11h47 - Atualizada em: 13/08/2021 - 13h42
Daniel Torres, CEO da empresa de tecnologia da Federação das Unimeds de SC
Daniel Torres, CEO da empresa de tecnologia da Federação das Unimeds de SC (Foto: Zitrus, Divulgação)

A healthtech fundada dentro da Federação das Unimeds de Santa Catarina em 2011 na área de software para gestão de planos de saúde, promove mudanças após salto de crescimento durante a pandemia. Na noite desta quinta-feira, durante o UniExperience, 1º Encontro de Cooperativismo Digital promovido pela federação, ela anunciou mudança da marca Fesc Tecnologia para Zitrus e informou que deve fechar este ano com crescimento de 60% no faturamento frente a 2020. Também lançou no evento o hub Zlabs, para atrair startups e diversificar inovação.

Receba as principais informações de Santa Catarina pelo Whatsapp

Um dado que expressa a aceleração das atividades da Zitrus em 2020 foi o aumento de 47% na equipe de trabalhadores. Agora são são 180 pessoas e nos próximos meses deve chegar a 220, informa o CEO da empresa, Daniel Torres. Com sede em Joinville, a Zitrus conta com 52 clientes em nove estados, a maioria Unimeds, fazendo a gestão de informações de mais de 2,6 milhões de beneficiários de planos de saúde.

Como o setor de healthtech oferece muitas oportunidades no país, a Zitrus busca parcerias com startups para crescer, com o apoio de Unimeds e inovação aberta. Para isso, lançou o hub de inovação e aceleração Zlabs, que já atraiu uma empresa, a Taric, especializada em prontuário médico eletrônico, gestão de clínicas, colaboração entre pacientes e médicos, além de medicina preventiva.

Para liderar essa nova fase da Zitrus, a Federação das Unimeds buscou um CEO experiente. Antes de aceitar esse desafio em 2020, ele fundou e liderou por 15 anos uma empresa de tecnologia e também foi executivo de duas multinacionais no Brasil, a Oracle e a Gartner.

Segundo Torres, este é o momento para crescer no Brasil porque as operadoras de saúde registram grande expansão e necessitam de soluções tecnológicas. O setor de saúde complementar no país teve queda no número de vidas atendidas no início da pandemia, mas depois acelerou e chegou a maio deste ano com um acréscimo de mais de 1,2 milhões de beneficiários, o que representou crescimento de 2,77% em relação ao mesmo mês de 2020. O Brasil conta com aproximadamente 48,14 milhões de beneficiários de planos de saúde, o que representa 24% da população do país, de acordo com dados da Agência Nacional de Saúde Suplementar.

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Estela Benetti

Colunista

Estela Benetti

Especialista na economia de Santa Catarina, traduz as decisões mais relevantes do mercado, faz análises e antecipa tendências que afetam a vida de empresários, governos e consumidores.

siga Estela Benetti

Mais colunistas

    Mais colunistas